terça-feira, 22 julho, 2014. 07:20 UTC

Notícias / Angola

Portugal ajudou a UNITA - Ex-ministro português

É mentira e foi Portugal que ajudou a matar Savimbi, responde Alcides Sakala

Jonas Savimbi
Jonas Savimbi
João Santa Rita
A Unita desmentiu que tivesse recebido financiamento secreto de Portugal como alegado pelo ex-ministro da defesa português Castro Caldas, e acusou por seu turno Portugal de ter participado nas operações que levaram à morte do seu dirigente Jonas Savimbi.

Falando perante uma comissão parlamentar portuguesa, Castro Caldas disse que o Fundo de Defesa do Ultramar funcionava como um “saco azul” para financiar operações secretas e Jonas Savimbi foi um dos beneficiários.

Castro Caldas disse que teve “relatos vivos” da participação portuguesa no financiamento de Savimbi.

“…. Como ministro, vim a ter o relato vivo de pessoal que participou em operações encobertas, como seja o financiamento do Savimbi", disse o ex-ministro português.

De acordo com Castro Caldas, Savimbi, que foi morto em 2002, foi "durante muito tempo financiado pelas Forças Armadas portuguesas".

"E a maneira que as Forças Armadas tinham de o fazer só poderia ser através de instituições semelhantes como esse fundo", acrescentou.

A UNITA negou de imediato a alegação através do seu porta-voz Alcides Sakala
“Esta informação não corresponde à verdade,” disse Sakala.




“ A UNITA não recebeu ajuda nenhuma de nenhum governo português,” acrescentou.
Sakala recordou que a UNITA manteve uma representação diplomática em Lisboa durante a guerra civil em Angola e que ele próprio foi representante da Unita nessa delegação.

“Nunca recebemos fundos de nenhum governo português,” disse.

“Mantivemos sim uma representação diplomática porque nos foi permitido que mantivéssemos uma delegação, uma representação que tinha em certa medida estatuto de uma embaixada em Lisboa,” acrescentou Sakala que recordou que no passado tinha havido também “recorrentes” alegações de que a UNITA teria recebido apoio português durante a guerra colonial algo que, disse ele, foi desmentido por figuras históricas da UNITA que participaram na luta de libertação nacional.

Sakala disse ainda que o ex ministro da defesa português teria também afirmado em Lisboa  que militares portugueses participaram na “ concepção dos planos que levaram á execução do Dr Savimbi”.

O porta-voz da Unita disse que isto confirmava anteriores denúncias do movimento “nunca confirmadas ou desmentidas” pelo governo português que militares portugueses estavam presentes na província do Luena durante essas operações.




“Nós tínhamos conhecimento que havia uma presença (de militares portugueses), para além de outros países que também conhecemos, que participaram nessas operações,” disse Alcides Sakala.

“Tínhamos informações vindas do Luena que nos diziam da presença de militares portugueses envolvidos na planificação dessas operações,” acrescentou.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Joao Paulo de: EUA
09.02.2013 03:06
Volto aqui para aclarar e acrescentar algumas coisas. Quem patrocinou os Acordos de Bicesse, foram os EUA, Portugal e Russia (ex-URSS) e esses paises depois das primeiras eleicoes gerais e rebentar a guerra mais sangrenta e terem sido cometidos crimes da guerra,crimes contra Humanidade, genocidio e terrorismo pelas forcas beligerantes imposeram outras negociacoes as de Lusaka com seu Protocolo, tendo assumido os estatutos de Paises Observadores de Processo de Paz para Angola. No fim da guerra que se esperava os paises observadores apresentassem o relatorio dos graves crimes cometidos depois das eleicoes em Angola, as instituicoes competentes e remendarem medidas adequadas nunca o fizeram. Consequencias esses crimes ainda estao silenciados e impunes.

A noticia que esta-se aqui a comentar, que da noticia nao tem, porque isso e` sobejamente conhecido e`:"Portugal ajudou a UNITA, afiramacao de ex-ministro portugues e a UNITA negou de imediato a alegacao atraves do seu porta-voz Alcides Sakala, que disse e` mentira e foi Portugal que ajudou a matar Savimbi".

Neste momento a minha alerta e` favoravel a actual UNITA e seus lideres, de que ja nao deveriam e devem responder pelos actos criminosos cometidos pelos Savimbi, o Povo Angolano sabe disso. E a forma sabia de faze-lo e` ficarem calados.

Cerca de 72 horas depois da morte do Savimbi, Presidente JES deslocou-se aos EU, onde teve encontro com o ex-presidente americano George W. Bush, ante de assinatura dos ditos acodos do Luena. O encobrimento e ou silencio da comunidade internacional encabecada pelo Troika de Paises Observadores (EUA, Portugal e Federacao Russa ex-URSS) dos graves crimes cometidos depois das eleicoes, encorajou a elite governante liderado pelo JES a comportarem-se como tal. E, isto e` outra coisa.

Que Savimbi foi monstro da perversidade, e` uma verdade verdadeira. E as suas ambicoes desmedidas o havia cegado da percepcao da dinamica da Historia Universal e pensava que os governantes americanos iriam eternamente a ficar refens dos seus caprichos de fazer da guerra do seu modo da vida. Isto e` o que lhe matou. No`s entendemos que nao ha presente sem o passado e futuro sem o presente. E um ditado popular diz que para os dois males o menor. Generalizar as coisas quando eta`-se a falar de um caso particular, nao e` uma postura sabia. E` preciso vermos as coisas caso por caso.


por: Prof.Kiluange de: New York-Manhattan
07.02.2013 21:30
Por norma ética, prefiro abster-me de reponder publicamente aos comentários postados em qualquer site...mas, fá-lo-ei, desta vez, para dissipar o desleixo mental que muitos de nós incorremos na "abordagem leviana" dos assuntos candentes de Angola!?...Ora bem, tivesse Herman Cohen, ex-secretário de Estado adjunto para os Assuntos Africanos, e tantas outras figuras políticas internacionais do mesmo gabarito, conhecimento do "Angolagate" [ Pierre Falcone,Daniel Devaud, etc.,e das relações amistosas entre Xi Jinguah (Sam Pa) e José Eduardo dos Santos (ambos antigos colegas de estudos na ex-União Soviética), incluindo posteriormente Arcadi Aleksandrovich Gaydamak,Lev Avnerovich Leviev,etc.],o destino do nosso xadrez político teria uma outra dinâmica!!!!Tivesse Savimbi sido entraves ao nosso desenvolvimento econômico, social, político e militar, como explicar que dez anos após sua morte não têmos água potável, luz,uma em cada quatro crianças angolanas sofre de má nutrição crónica e morre de fome... e o mais incrível...a fórmula...como uma “certa elite portuguesa(leia-se parasita!)”deixou-se corromper pela mão invisível da ambição Russo-Chinesa em Angola, principalmente, através de José Eduardo dos Santos?!... a tal ponto da sua filha primogénita ser capaz de adquirir ações e bens imobiliários em Portugal e daí para o mundo afora!? o que é feito feito dos ingressos ao nosso producto interno bruto (PIB), avaliados anualmente em cerca de “$115.9 (2011 est.) bilhões de dólares”, segundo a http://travel.state.gov....Pergunta: porque é que, apesar do conhecimento geral de todas suas artimanhas e maldições Dos Santos persiste em agudizar o sofrimento do povo angolano, quando o presente ainda lhe oferece oportunidades de se demitir incondicionalmente ao cargo,que nunca foi eleito democraticamente? Mas afinal quem é o monstro aqui???


por: Joao Paulo de: EUA
07.02.2013 05:55
Alerto os actuais e futuros lideres da UNITA, de que enquanto continuarem a defender e a exaltar o suposto heroismo do Savimbi, estao a condenar a UNITA para ficar eternamente com o tal estatuto do "maior partido da oposicao" isto e`, nao vir a ser partido governante, o mais cedo.

Pergunta-se a UNITA e ao Sr. Alcides Sakala: qual seria o mais prejudicial e destrutiva, a refutada ajuda secreta do Governo Portugues ao Savimbi ou ajuda militar e nao so, que o Savimbi foi buscar ao regime do apartheid da Africa do Sul?...

Um jornalista americano havia considerado com objectividade, do lider fundador da UNITA, Jonas Savimbi, de ser um homem sem ideologia e que nao confiava em ninguem se nao em suas ambicoes pessoais e que havia feito da guerra o seu modo da vida.

Herman Cohen, secretario de Estado adjunto para os Assuntos Africanos disse a VOA que o entao presidente da UNITA, Savimbi, ficou zangado com os Estados Unidos por estes considerarem que as eleicoes de 1992 foram livres e justas. Savimbi dizia, mas nao conseguiu provar. que havia fraude.

Acusar o Governo Portugues de ter participado nas operacoes que conduziram a morte do Savimbi, e` uma tremenda estupidez. Uma regressao mental de saudade de viverem nas matas, ou ainda continuam alimentarem-se da cultura savimbista de fazer da guerra como modo da vida. Quanto tempo e` que queriam mais viver nas matas e para matarem ate as criancas inocentes?

Os lideres da UNITA, se nao entendem as coisas ficam a saber que a paz (ausencia) da guerra que vive-se em Angola, e` gracas a morte do monstro Savimbi, que fez da guerra o seu modo da vida. Os ditos acordos do Luena foram uma simbolica formalizacao da rendicao disfarcadas das forcas rebeldes da UNITA, a sua integracao e nada mais.

Savimbi foi o criminoso numero um, quem provocou e comecou a guerra mais sangrenta que a Historia de Angola jamais conheceu, depois das primeiras eleicoes gerais reconhecidas internacionalmente como sendo justas, livres e democraticas e no decurso da qual foram cometidos crimes da guerra, crimes contra Humanidade, genocidio e terrorismo, crimes esses ainda silenciados. Se as eleicoes foram reconhecidas como sendo justas, livres e democraticas, como e` que os graves crimes cometidos depois destas eleicoes ficaram impunes. O que e` que houve e ha por detras disso?...


por: Prof.Kiluange de: New York -Manhattan
07.02.2013 01:31
Tanto a FNLA como MPLA e a UNITA têm um passado tenebroso na história das guerras civis que esse país já passou.Isso é indiscutível!?...Mas, reviver uma dor do passado no presente [com intenções propositais!!!] é má-fé, arrogância, tamanha desleadade e falta de seriedade quanto a nossa actual realidade económica, política,social, militar e ao 'combalito' processo de democratização em curso no país.É incrivel, contudo, como uma “certa elite portuguesa(leia-se parasita!)”deixou-se corromper pela mão invisível da ambição Russo-Chinesa em Angola, principalmente, através de José Eduardo dos Santos?!...E o que não se diz aqui é como Dos Santos e seus comparsas (domésticos, principalmente!) conseguiram acesso à máquina bancária e financeira portuguesa, a tal ponto da sua filha primogénita ser capaz de adquirir ações e bens imobiliários em Portugal e daí para o mundo afora!É tempo de encontrarmos outra via para enfrentar a realidade, tal como ela se nos apresenta!Continuar com o jogo da roleta russa de luxo e fazer de "bode expiatório" dos nossos fracassos individuais a outrém , é tanta desonestidade moral, comportamento suicida,uma grande afronta à nossa tranquilidade social e espiritual!O melhor que nos resta, e se essa for a vontade de interpertarmos a realidade!,é a reforma imediata e compulsiva de José Eduardo dos Santos, criação de uma comissão de transição, retirada dos chineses, reestruturação do sistema jurídico, dissolução do parlamento, renegociação da dívida com governos estrangeiros, etc.etc, etc.


por: Artur de: Luanda
06.02.2013 21:23
A verdade então está de que lado? Eu acredito na versão portuguesa.


por: José António de Carvalho de: Cabinda
06.02.2013 20:20
Com esses miseráveis portugueses não se pode duvidar. Eles tinham que lamber as botas de JES para sobreviverem. Veja só a posição de Portugal em relação ao problema de Cabinda.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 21 Julho 2014i
X
21.07.2014 16:18
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Julho 2014

Os principais acontecimentos que marcaram a actualidade desta Quinta-feira
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 16 Julho 2014

Os principais acontecimentos que marcaram esta Quarta-feira, no continente africano
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 15 Julho 2015

Os acontecimentos que fizeram a actualidade desta Terça-feira, no continente africano
Vídeo

Vídeo Brasileiros felizes com vitória alemã

A Alemanha ganhou o Mundial de Futebol derrotando a Argentina no Domingo por uma bola a zero no prolongamento. A VOA no Rio de Janeiro
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 14 Julho 2014

Os acontecimentos que marcaram esta Segunda-feira, 14 de Julho
Vídeo

Vídeo Museum Futebol Sao Paulo

Wainhita tama iha estadion, Pele, legendario futebol Brazileiro no Campeonato Copa do Mundo dala tolu. simu ita, no koalia ho lian tolu.
Mais Vídeos