sexta-feira, 29 maio, 2015. 22:18 UTC

Notícias / Angola

Huíla vai formar os seus próprios engenheiros

Cerca de 800 estudantes iniciam este ano estudos no Instituto Superior Politécnico

Teodoro Albano
A província angolana da Huíla vai começar a formar em 2013 os primeiros engenheiros nas várias especialidades com a entrada em funcionamento do Instituto Superior Politécnico.




A infraestrutura inaugurada em 2012 vai na primeira fase dar oito dos dezassete cursos previstos nomeadamente, engenharia de mecânica, agronomia, informática, geologia, computação, zooveterinária e minas.

O director-geral adjunto para os assuntos académicos, Castilho Cacumba, anunciou que a escolha dos cursos teve em conta as necessidades de quadros em áreas específicas na região;

“ Se nós olharmos para os eixos que definem o próprio desenvolvimento da província da Huíla que é a área da agropecuária, área de exploração mineira a área da indústria poderão ter verificado que nós estamos a criar condições para formar indivíduos capazes de responder as próprias exigências da região”.

O instituto com capacidade para 1.200 alunos arranca no presente ano com 800 estudantes. Por outro lado 60 professores dez dos quais estrangeiros provenientes de Cuba e Portugal garantirão o arranque do ano lectivo.

O director-geral do Instituto Superior Politécnico da Huíla, Sahando Neto, fez saber que os docentes estrangeiros irão ministrar cadeiras nucleares. Manuel Sahando Neto garantiu que o objectivo é conferir qualidade e competência nos cursos.

“ Para que os cursos tenham um reconhecimento que estejam dotados de uma dinâmica de uma competência científica, há necessidade de começarmos bem,” disse.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"i
X
29.05.2015 15:05
Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"

Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Protestos em Bujumbura

O ambiente em Bujumbura continua sob muita tensao. Hoje foi dia de protestos na capital do Burundi
Vídeo

Vídeo Manchetes do Mundo 25 de Maio 2015

As imagens noticiosas do mundo
Mais Vídeos