terça-feira, 02 setembro, 2014. 09:13 UTC

Notícias / Angola

Decisão de suspender a IURD é inconstitucional, diz analista angolano

Outros acusam a polícia de ser responsável pelo incidente do fim do ano que vitimou 16 pessoas.

Igreja da IURD na Huíla, Angola (Foto IURD)
Igreja da IURD na Huíla, Angola (Foto IURD)
Manuel José
Analistas reagiram negativamente à decisão do governo angolano de suspender por 60 dias todas as actividades da igreja Universal do Reino de Deus, IURD.


Durante o fim de semana  o governo angolano anunciou que tinha decidido suspender por 60 dias as actividades da IURD.

Várias outras igrejas do mesmo carácter foram interditadas.

A decisão é o resultado de uma investigação feita por uma comissão de inquérito nomeada pelo presidente para averiguar as causas ao incidente de 31 e Dezembro no estádio da Cidadela Desportiva em que morreram 16 pessoas.

A comissão disse que procurador deve agora aprofundar as investigações para consequente responsabilização criminal.

A comissão de inquérito responsabilizou a IURD por  ter permitido a super lotação do estádio e de não ter informado as autoridades das suas previsões que foram mesmo assim abaixo do que veio a registar-se.

O cientista político Nelson Pestana Bonavena foi o primeiro a reprovar a decisão do presidente da república.

«Não concordo com a suspensão e perseguição religiosa,” disse.

Bonavena fez notar o artigo 41 da Constituição que fala da liberdade de consciência de crença religiosa e de culto que são totalmente invioláveis. Daí Bonavena considerar que o despacho presidencial viola a constituição.

«A decisão está ferida de legitimidade e de legalidade, é inconstitucional, este comunicado está a atentar contra a liberdade religiosa dos cidadãos,» acrescentou Bonavena aconselha os fieis da IURD a intentarem uma acção contra a medida do presidente da república de encerrar todas as actividades da igreja.

«Os cidadãos da IURD e de outras confissões religiosas devem-se defender intentando acções contra este despacho presidencial que é um acto administrativo passível de recurso em tribunal,» disse

Para o cientista político há uma clara submissão da Procuradoria Geral da República ao presidente.

«A Procuradoria  não pode ficar à espera que o senhor presidente da república lhe diga que então agora deve investigar, devia abrir processo imediatamente,” disse

Jà o gestor económico Faustino Mumbika pensa que a culpa do acidente do Dia do Fim é da policia nacional.

«A responsabilidade primária é da policia nacional, a falha foi completamente da policia» disse

«A policia tem a obrigação de vir a terreiro pedir desculpas e o estado responsabilizar-se pela indemnização das famílias,» acrescentou.

Em relação ao ponto do comunicado que atribui culpas a igreja sobre a proliferação de propaganda enganosa, o gestor acha que a IURD reflecte bem as práticas do mestre.

«A questão da propaganda enganosa em Angola virou moda porque o presidente da república é o promotor número 1 da propaganda enganosa, as restantes instituições vem na sequencia,» acrescentou
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Santo e Pecador de: Lobito
09.02.2013 14:50
«Estas suspensões nascem do relatório de conclusões da Comissão de Inquérito, indigitada pelo Presidente José Eduardo dos Santos, na sequência do acidente em Luanda no passado dia 31 de Dezembro, de onde resultaram 16 vítimas mortais por asfixia e esmagamento.(DW)» o estádio da cidadela não é uma "reprica" da "arca", nem a iurd o nosso "Noé", apoio a decisão do nosso PR. JES. ficamos abalados com a noticia do desastre na madrugada mais esperada do ano, más desastre mesmo foi o facto dos responsaveis daquela "ceita" não a enterromperem enquanto nossos irmãos e irmãs ceifavam a propria vida, acredito que isto não é "reflectir bem as prácticas do mestre", pelo que sei a policia é para a ordem, tranquilidade e defesa publica, quando dizem que a policia é que falhou, eu digo então caros(PN) para que não voltem a por em risco a vida dos que acreditam em "Deus" plenamente, pf, não deixem que essas pessoas "lavem" o cerebro aos angolanos e façam os possiveis para que essas "ceitas" se mantenham fechadas. uma coisa é «liberdade religiosa dos cidadãos» e outra por em risco as suas vidas, a PN foi convocada a prevenir qualquer coisa fora do recinto do culto e não para partecipar nele. Nos já sabemos de inumeros fins de mundo que foram divulgados nos séculos passados más nenhum deles aconteceu, onde é que ficou a passagem Bíblica "Ele virá como ladrão".


por: filipe hespanhol de: Cabinda
08.02.2013 22:47
tudo isso só me mostra que estamos próximos do final dos tempos , eu sou e sempre serei membro ativo da IURD "ASSUMO" Deus escreve CERTO em linhas TORTAS , o Decreto Presidencial ja foi dado em breve DEUS dará o seu Decreto ... Deus Abensoe a todos voces


por: Mwangolé de: N'gola Kiá Samba
08.02.2013 16:04
Aqui extamos perante a situação de "Preso por ter cão, e preso por não ter". A decisão é um passo a frente no sentido de se mostrar um pouco de respeito as vidas dos angolanos ceifadas neste dia. É uma suspensão de 60 dias muito bem aplicada no meu ponto de vista, e isto não será o fim do mundo. Ninguém xtá a ser obrigado a renunviar a sua fé, como quisseram fazer com os católicos após independência.
Inconstitucional ou não a IURD, sempre pode recorrer da medida. Um bem aja por tal tomada de posição...


por: JOAO MUANDA de: LUANDA
08.02.2013 05:26
SR.CIENTISTA. ACHO QUE A LEI CONSTITUICIONAL NAO ESTA ACIMA DA VIDA DOS ANGOLANOS. O SR. DIZ SER CIENTISTAS E DEVES SABER DISTO, ENTAO MORRERAM 16 PESSOAS E O SR.CIENTISTA ME VEM COM ESTE PORTUGUES MAL AFINADO PARA DIZER QUE O EXECUTIVO FALHOU. QUEM XTA A FALHAR É O SR.CIENTISTA, QUE DEVERIA DAR MAIS VALOR E NAO A SUA CIENTIFICIDADE.


por: joao antonio de: lobito
06.02.2013 08:35
as mortes na entrada do estdio e da culpa das pessoas que vivem sempre na ignorancia e nao conhecem regras de civismo e educaçao pois a deciao de encerrar a iurd e mais um acto do satanas em impedir aqueles que professam o envagelho o façam livremente e nâo só como tem estado a acantonar todos praticantes de magia negra associado a sociedades ocultas bastantemente proliferadas em angola


por: José António de Carvalho de: Cabinda
06.02.2013 08:15
Concordo plenamente contigo amigo Libala. A decisão do executivo está bem tomada e ao Sr. cientista, julgo não ter terminado a formação. Procure concluir os teus estudos e seja mais sensível ao sofrimento dos outros. Eu também sou um opositor do executivo, mas aplaudo esta decisão e para mim devia encerrar-se definitivamente essas igrejas que apenas têm fins de enriquecimento à custa dos angolanos.


por: Libara de: Kibala
04.02.2013 21:12
Nao xtou de acordo com o Sr bonavena. Se e fiel e membro desta Igreja q seja, mas nao venhas cá dizer-me q a suspensão e incostitucional. Ainda q exista na constituição, aq se xta falar de mortes de pessoas e publicidade enganosa. Pra o sr e pouco? Achas q o pais ficaria impune a essas tolices dos Brasileiros? Eu nem gosto do Zé, pq para mim ele nao e Angolano, visto q ele reage tardiamente a muitas atrocidades q tem acontecido em Angola, mas para este caso e pau neles. Fechem a IURD e qqr igreja ou ceita

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 29 Agosto 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
29.08.2014 18:11
As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Agosto 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Ferguson olha para o Futuro

Um grande júri no estado de Missouri continua a ouvir testemunhos do caso que envolve a morte a tiro de um jovem africano-americano por um agente policial branco. O caso ocorreu no dia 9 de Agosto na cidade de Ferguson.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 28 Agosto 2014

As principais notícias que encerram a última semana do mês de Agosto, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Lei Russa Contra a Profanação

A Rússia promulgou em Julho uma lei que ameaça multar actos de profanação nos media, filmes, literatura, na música e no teatro. A restrição foi bem recebida por quem diz que a blasfémia está fora do controlo, outros rejeitam a decisão por considerarem tratar-se de paternalização e censura
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 27 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 26 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 26 Agosto 2014

Os principais títulos americanos na última semana de Agosto
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 25 Agosto 2014

As noticias de Africa em video
Mais Vídeos