sábado, 01 novembro, 2014. 06:02 UTC

Notícias / Angola

Igrejas saudam luta de libertação mas apelam à reflexão.

Protestantes deixaram de estar restritos, diz Reverendo Frederico Lourenço

Teodoro Albano
Os protestantes beneficiaram da luta armada de libertação porque ela levou à independencia e à expansão da liberdade religiosa, disse um reverendo de uma igreja protestante na Huíla.

Um prelado da igreja católica saudou tambem a data do 4 de Fevereiro mas exortou à reflexão sobre o que se passa por toda a Angola


O reverendo Frederico José Lourenço num enquadramento histórico, refere que a igreja evangélica em particular, foi uma das que beneficiou do início da luta armada e consequente independência nacional.

“A partir da altura em que Angola se tornou independente estava também aberta a oportunidade da igreja poder melhor se expandir,” disse o reverendo, afirmando que “na altura o colonialismo português não queria a expansão das chamadas igrejas protestantes pelo país”.

A igreja estava limitada a uma circunscrição geográfica, acrescentou.
“Nós temos um país independente e temos uma igreja que é também independente tem essa oportunidade de se expandir,” disse.

O vigário da sé catedral do Lubango, padre Jonas Pacheco, afirma que a dimensão histórica da data é importante, mas o 4 de Fevereiro deve levar os angolanos a reflectir sobre o que estão a fazer pelo país.

O sacerdote católico questiona os métodos, mas refere que o início da luta armada procurou buscar a liberdade do homem defendida pela igreja.

“ Na minha opinião a igreja também com estes acontecimentos ganhou no sentido de que é aquilo que a igreja pretende a valorização do homem o respeito pelos direitos humanos o respeito pela diferença o amor entre as pessoas, os meios do 4 de Fevereiro são discutíveis, mas o seu objectivo o seu sentido é o sentido evangélico, bíblico de um homem criado por Deus, livre,” acrescentou.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambiquei
X
31.10.2014 18:08
Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambique

Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Mais Vídeos