sábado, 13 fevereiro, 2016. 02:31 UTC

    Notícias / África e Mundo

    Chefe militar senegalês visita Bissau

    Presença de forças da CEDAO e conflicto em Casamance objectos de discussão

    Reforma do sector militar na Guiné-Bissau começa em Setembro
    Reforma do sector militar na Guiné-Bissau começa em Setembro
    Lassana Casamá
    O chefe de estado-maior general das forças armadas do Senegal, o general Mamadou Sow chegou a Bissau Segunda-feira para uma curta visita de 24 horas.




    A presença de tropas da CEDAO em território guineense deverá ser o principal tópico das discussões com as autoridades da Guiné Bissau, mas a situação no território senegalês do Casamance deveria ser também alvo de análise.

    Ao longo dos anos a rebelião nessa província vizinha da Guiné- Bissau tem resultado em confrontos fronteiriços envolvendo forças da Guiné Bissau.

    Sabe-se que as autoridades senegalesas querem iniciar conversações com os rebeldes mas procuram um interlocutor válido.

    Durante a sua estadia em Bissau o General Sow deveria visitar duas bases militares e avistar-se com destacados dirigentes guineenses entre os quais o presidente da República.
    O forúm foi encerrado
    Comentário
    Comentários
         
    por: Ndumiso de: Cabo verde
    29.01.2013 18:07
    Angola tambem deveria fazer como o senegal , a iniciar negocacoes com os cabindas.
    Mas ela tem medo de conversar porque nao sabe com convencer alguem , sabem so usar a forca ( MPLA)

    Siga-nos

    Rádio

    AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

    Sexta 16:30 - 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sexta-feira 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

    Os Nossos Vídeos

    Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
    Manchetes Mundo 12 Fevereiro 2016i
    X
    12.02.2016 19:48
    Mais Vídeos