terça-feira, 28 julho, 2015. 13:18 UTC

Notícias / Moçambique

Chuvas torrenciais inundam Maputo

Casas alagadas ddevido a insuficências dos sistemas de drenagem

Simião Pongoane
Moçambique está sendo fustigado por chuvas torrenciais há cerca de uma semana, que já provocaram pelo menos dez óbitos, cortes de estradas, casas destruídas, gado perdido e diversas culturas submersas.




Oficiais dos serviços de meteorologia dizem que as chuvas que se registam estão dentro da previsão da época chuvosa que termina em Abril próximo.

Mas na cidade de Maputo, ninguém esperava que as ruas e os bairros residenciais da capital do País ficariam alagados nesta Terça-feira com uma precipitação de 40 milímetros registada em cerca de três horas.

O sistema de drenagem foi testado e chumbou no escoamento das águas pluviais em tempo útil.

Na baixa da cidade, o sistema de drenagem que sofreu uma reabilitação de raiz há cinco anos, no reinado do Edil economista Eneas Comiche, consegue resistir, mas a falta de manutenção e limpeza regulares exacerbada por produção de lixo por vendedores ambulantes complica a situação provocando verdadeiros oceanos nas ruas.

No entanto, a situação é muito mais grave nos bairros residenciais de Mafalala, Chamanculo e Xipamanine, onde o sistema de drenagem é obsoleto. 

Muitas residências estão alagadas e dezenas de famílias vão passar a noite em casas de amigos ou escolas.

Entretanto, até hora do envio deste despacho não havia notícias de vítimas humanas, mas os danos materiais são enormes, sobretudo de bens domésticos.

As vítimas humanas foram reportadas na zona centro, a mais afectada pelas chuvas torrenciais, segundo oficiais do Instituto de Gestão de Calamidades Naturais.
A época chuvosa termina em Abril próximo. Até muita coisa vai acontecer no chamado País de extremos.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: OSVALDO CHAUQUE de: TETE
18.01.2013 10:26
como vai se mininzar esse problema, por me a cidade de Maputo devia ter drenagem para evitar que as aguas das chuvas galgassem a cidade , consequentimente as estradas ficam totalmente cheias de burracos,


por: Alfredo Junior de: Mozambique
18.01.2013 10:02
Parece-me que os gestores gostam de gastar o dinheiro todos os anos a fazem as mesmas coisas.Sabia-se quando e que iam cairem as chuvas. Porque que nao se fez a manutencao das drenagens antes? muito triste esta situacao. Sempre a comprometermos o ritmo de desenvolvimento.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Sudão: música salva pessoas da mortei
X
28.07.2015 06:19
Em 2012 o realizador sudanês Hajooj Kuka realizou um documentário entre os refugiados da Guerra civil no Nilo Azul, Sudão, e na região montanhosa de Nuba. E surpreendeu-se com o que ali viu – a música estava a ajudar a salvar pessoas que estavam a ser alvo de ataques aéreos do seu próprio governo
Vídeo

Vídeo Sudão: música salva pessoas da morte

Em 2012 o realizador sudanês Hajooj Kuka realizou um documentário entre os refugiados da Guerra civil no Nilo Azul, Sudão, e na região montanhosa de Nuba. E surpreendeu-se com o que ali viu – a música estava a ajudar a salvar pessoas que estavam a ser alvo de ataques aéreos do seu próprio governo
Vídeo

Vídeo Marvel Comics lança um novo Homem-Aranha: Miles Morales

Seja em quadradinhos ou na tela do cinema, fãs estão acostumados a ver Peter Parker por trás do Homem-Aranha. Mas isto está a mudar. A Marvel Comics lançou Miles Morales para substituir Peter Parker em uma nova série de quadradinhos. Ele é metade latino e metado afro-americano e já é bem popular.
Vídeo

Vídeo Procuradoras mulheres da Somália para fazer a diferença

Numa nação marcada por um longo conflito, corrupção e impunidade, o governo da Somália espera reconstruir o sistema de justiça do país e pela primeira vez trouxe seis procuradoras mulheres ao processo
Vídeo

Vídeo Jornalista cego da Somália

Apesar da melhoria de segurança, nos últimos anos, Somália continua um dos países mais perigosos para ser jornalista, pior para que não tem a capacidade de ver. Abdifatah Hassan Kalgacal têm reportado na última década a partir da capital daquele país. É cego
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Julho 2015

As imagens noticiosas de Africa
Mais Vídeos