domingo, 19 abril, 2015. 19:05 UTC

Notícias / Angola

Trabalhadores do porto de Cabinda ameaçam entrar em greve

Exigido aumento salarial de 25%, criação de uma cesta básica, subsídios de turno, arrendamento e abono familiar, e um plano de saúde condigno para o trabalhador e a sua família.

José Manuel
Os trabalhadores do porto de Cabinda vão entrar em greve se, dentro de 20 dias, a entidade patronal não aumentar os salários na ordem dos 25 % e melhorar as condições de trabalho.


Essas exigências constam num caderno reivindicativo apresentado pelo colectivo de trabalhadores que exigem ainda da entidade patronal a criação de uma cesta básica e a implementação de subsídios de turno, arrendamento, abono familiar e um plano de saúde condigno para o trabalhador e a sua família.

Os trabalhadores exigem igualmente a construção de um condomínio portuário face às precárias condições habitacionais dos trabalhadores.

Manuel Fogueiro da comissão sindical dos trabalhadores disse à Voz de América que face ao incumprimento na resolução das reivindicações o colectivo de trabalhadores vai paralisar o funcionamento do porto de Cabinda.

O colectivo de trabalhadores acusa o conselho de administração do porto de Cabinda de falta de transparência na formação da estrutura orgânica da empresa e falta de condições de trabalho nas áreas técnicas e operativa.

Os trabalhadores acusam alguns responsáveis do conselho de Administração de apresentarem comportamento não digno perante os trabalhadores.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Nbinda de: Cabinda
11.01.2013 15:39
1. O reajuste salarial feito pelo Conselho de Administração não Corresponde tal como o acordado conforme o Relatório de Consenso e a sua feitura não foi acompanhada pela Comissão sindical de acordo o Cronograma elaborado e Aprovado pelo Conselho de Administração.

É de lembrar que o reajuste salarial deveria ser feito nesta base:
• Aumentar 50% ao salário do Director, do valor encontrado subtrair 30.000,00Kzs para encontrar o valor da categoria a seguir e continuar com a mesma diferença até ao Técnico Medio de 3ª classe.
• Do valor de Técnico médio até a categoria mais baixa as diferenças são de 15.000,00 Kzs (ver em anexo Pag.12 do relatório de Consenso).
Salientamos que a Comissão Sindical respeita o Despacho que nomeia o Conselho de Administração. Do que constatamos é que o próprio Conselho está a ignorar o despacho que lhe confere poderes através de atos como a ignorância dos resultados do trabalho produzidos entre a Comissão Sindical e a Comissão Técnica de apoio ao Conselho de Administração criada por despacho do Presidente do Conselho de Administração na Base do Despacho Conjunto nº 164/10 de 6 de Outubro, contanto que um dos Administradores é o Supervisor da mesma.
2. Baseando- nos do Cronograma elaborado, aprovado e apresentado pelo Conselho de Administração, a Comissão Sindical é um parceiro que deve ser consultado por tudo quanto diz respeito a vida social dos trabalhadores, como o Conselho altera os prazos e o acordado sem o consentimento do parceiro?
3. Pelo que constatamos na EPC-EP não se paga todos os subsídios previstos por Lei
4. É certo que o Cronograma previu um aumento salarial na ordem de 15% e a Comissão sindical concordava com o mesmo caso se respeitasse o reajuste salarial acordado no relatório de Consenso.
Lendo com muita atenção a resposta do Conselho de Administração ao caderno reivindicativo apresentado pela Comissão sindical desta empresa, podemos chegar a conclusão de que este Conselho não tem vontade clara definida para o bem estar ou melhor para mudança das condições sociais dos trabalhadores.
Aquando das negociações entre a Comissão Técnica de apoio ao Conselho de Administração e a Comissão Sindical, as partes tiveram a oportunidade de discutir e analisar profundamente a situação financeira da empresa com dados concretos e com o apoio dos técnicos das áreas que manipulam os dados financeiros da empresa, pelo que, chegou-se a conclusão de que a situação financeira da empresa não é péssima como se pretende sempre justificar e que o reajuste salarial nos módulos consensuais acima demostrado não constitui uma utopia.
O Conselho de Administração acompanhou passo a passo o processo de apresentação do relatório de Consenso e seu Cronograma de implementação junto da massa trabalhadora através do seu representante o Administrador não executivo Zeferino Estevão Juliana que concordou perante os trabalhadores que o Conselho de Administração viria a cumprir com o Relatório de consenso.
Para terminar, se o Conselho de Administração não se acha capaz de resolver de maneira concordado entre as partes, então concordamos com Ele que se leve o caso aos órgãos competentes do estado para se encontrar a solução desejada.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 17 Abril 2015i
X
17.04.2015 20:09
Vídeo

Vídeo Passadeira Vermelha: O que fazem juntos Kanye West, Jay-Z, Madonna e Alicia Keys?

A #PassadeiraVermelha desta semana tem um miminho para si! Chega à Sexta-feira e ainda lhe dá mais um 1 minuto de video com os famosos que marcam os títulos das notícias nos EUA! Episódio #11 com Usher, Kanye West, Jay-Z, Madonna, Vin Diesel, Alicia Keys... isto só pode ser TDB!!! (Tudo de Bom)
Vídeo

Vídeo Aniversário Apollo 13

Lembra-se do filme Apollo 13? Sabe o que o inspirou? Faz 45 anos que se deu o maior fracasso de sucesso da NASA, a estação espacial americana
Mais Vídeos