sexta-feira, 24 outubro, 2014. 11:15 UTC

Notícias / Angola

Igreja Católica angolana quer expansão da Ecclésia em 2013

"Eu nem sequer mesmo sei qual é o problema. Nos dão a resposta de que não se pode ter o sinal da rádio Ecclesia pelo território porque a lei de imprensa não está ainda regulamentada. Esse trabalho não me parece que demore anos”, disse Dom Gabriel Mbilingui

Instalações da Rádio Ecclesia em Benguela, aguardam o início das emissões (VOA / A. Capalandanda)
Instalações da Rádio Ecclesia em Benguela, aguardam o início das emissões (VOA / A. Capalandanda)

Multimédia

Áudio
Teodoro Albano
A igreja católica espera que 2013 de acordo com o arcebispo metropolitano do Lubango Dom Gabriel Mbilingui.
 
O também presidente da Conferência Episcopal de Angola e São Tomé, CEAST, disse esperar que todos os problemas que até aqui impediram a emissão da emissora católica no país sejam ultrapassados.
 
Dom Gabriel Mbilingui foi mais longe e questionou-se mesmo das razões que estão na base do impedimento da expansão do sinal da Rádio Ecclesia em Angola;
 
“Eu até para dizer a verdade nem sequer mesmo sei qual é o problema. Quando eu por exemplo vejo que a nós nos dão a resposta de que não se pode ter o sinal da rádio Ecclesia pelo território porque a lei de imprensa não está ainda regulamentada e sua regulamentação agora devia ser ajustada a constituição, esse trabalho não me parece que demore anos”, disse o prelado
 
Dom Gabriel Mbilingui reiterou que a não expansão do sinal da Ecclesia no país constitui uma violação dos direitos dos cidadãos e que a igreja não está preparara para receber mais um chumbo nas emissões da emissora católica em 2013.
 
O prelado diz acreditar no bom senso da liderança angolana para a resolução deste diferendo, porque "temos dirigentes com bom senso. Eu fui claro em dizer que considerava violação dos direitos dos cidadãos, sim, esta é uma violação sistemática eu disse já em Novembro e repito agora, eu penso que os dirigentes que temos têm bom senso, eles querem que de facto as populações sejam defendidas naquilo que são os seus direitos que são obrigados a promover e a defender e um deles é este”.
 
Emissora católica de Angola quer emitir para todo o país em 2013. A Voz da América sabe que a iniciativa pode passar pela abertura das chamadas rádios diocesanas, uma espécie de emissoras provinciais.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 23 Outubro 2014i
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
23.10.2014 18:54
As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola e os órfãos da Serra Leoa

Centenas de crianças ficaram órfãos na Serra Leoa devido ao surto do vírus do Ébola, são vítimas do estigma e da rejeição. Os familiares não querem saber deles. A Serra Leoa abriu o primeiro orfanato de vítimas do Ébola no distrito de Kailahun.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 21 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola: Um Poema para os Vivos

O filme da Chocolate Moose é uma animação desmistificando o Ébola, explicando a doença através do caso de um menino infectado. A VOA fez a dobragem do vídeo original na voz de Mayra de Lassalette. Saiba mais no link http://tinyurl.com/l7vgtjv
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Nascimentos na Libéria em tempos de Ébola

O hospital JFK na Libéria tinha encerrado a maternidade, devido ao Ébola, mas urge agora reabrir o serviço que já fez 93 partos desde que voltou a abrir
Mais Vídeos