quinta-feira, 03 setembro, 2015. 10:51 UTC

Notícias / Moçambique

Primeiro rapto de 2013 em Nampula custou dois milhões de meticais

Depois de intensas negociações, na madrugada desta sexta-feira, a vítima, de origem paquistanesa e esposa do empresário Mohamed Iquibal, viria a ser libertada

Aspecto da cidade de Nampula
Aspecto da cidade de Nampula
Faizal Ibramugy
Começou o ano de 2013 e começaram, também, os raptos na província moçambicana de Nampula. O primeiro caso registou-se ontem à noite numas das principais avenidas na urbe.

A vítima foi Sumaia Haja, de 31 anos de idade, de origem paquistanesa e esposa do empresário Mohamed Iquibal, proprietário da pastelaria Oásis.

Segundo informou a polícia, o rapto deu-se por volta das 20h15 minutos, altura em que Sumaia, gerente da pastelaria, saía deste local em direcção a sua viatura que se encontrava estacionada junto a Av. Paulo Samuel Kamkomba, munida da receita diária – cerca de 60 mil meticais.

Geralmente, segundo o porta-voz da polícia, Inácio João Dina, no percurso entre a pastelaria e a viatura Sumaia é acompanhada por dois guardas privados “mas, estranhamente, ontem o percurso teria sido feito pela vítima sozinha”.

Três indivíduos apareceram na sua frente, munidos de uma arma de fogo, e raptaram-na.

Na ocasião, os dois agentes da segurança privada no local não comunicaram o incidente à polícia. Quem comunicou com a corporação foi um particular que assistiu ao rapto. Porém, naquela altura, os raptores já haviam entrado em contacto com a família de Sumaia Haja, a condicionar a libertação da esposa do empresário ao pagamento de 10 milhões de meticais.


mediante o pagamento de dois milhões de meticais, mais os 60 mil de receita em posse da vítima.

A polícia diz que a família da vítima não colaborou com as autoridades, e fez os pagamentos aos raptores sem a presença de agentes da ordem.

Entretanto, as equipas de investigação criminal já estão no terreno e os dois agentes da segurança privada que assistiram ao rapto estão detidos, enquanto prosseguem as buscas para localizar os raptores. Inácio João Dina diz que a polícia de Nampula já tem pistas suficientes para esclarecer o caso o mais rapidamente possível.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Mundo 2 Setembro 2015i
X
02.09.2015 17:56
Vídeo

Vídeo Diário de um YALI (III): Joel Almeida perdido em Nova Iorque

Desafiámos o Joel a contar-nos os seus dias e cada dia que passa é uma aventura. Perder-se em Nova Iorque tem sido uma constante. O Joel está na cidade da grande maçã para um estágio de 2 meses dentro do programa Young African Leaders Initiave, criado por Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 1 Setembro 2015

Milahres dançam no festival tradicional suazi
Vídeo

Vídeo Manchetes americanas 1 Setembro 2015

Ben Carson, um novo Obama?
Vídeo

Vídeo Diário de um YALI (II): Joel Almeida e a visita à Estátua da Liberdade

Esta é a 2ª partilha de Joel e como seria de esperar Nova Iorque não é um lugar fácil. A ida à estátua da Liberdade provou ao Joel que um GPS pode ser tudo na vida.
Vídeo

Vídeo Diário de um YALI (I): Joel Almeida e a primeira aventura em Nova Iorque

Joel Almeida, de Cabo Verde, é designer de jogos e tem uma start-up. Participou no programa YALI por 6 semanas e dentro da mesma iniciativa está entre os 100 escolhidos para fazerem um estágio nos Estados Unidos durante 2 meses. Joel está em Nova Iorque e aceitou o desafio de nos contar os seus dias
Mais Vídeos