segunda-feira, 22 dezembro, 2014. 18:25 UTC

Notícias / Angola

Pelo menos dez mortos em cerimónia religiosa em Luanda

Mais de cem feridos no estádio da Cidadela em cerimónia de fim do ano da Igreja Universal do Reino de Deus

Fim do ano termina em tragédia
Fim do ano termina em tragédia
Redacção VOA
Pelo menos 10 pessoas morreram  e cerca de 120 ficaram feridas quando uma cerimónia religiosa convocada para assinalar o novo ano terminou em tragédia.

As mortes ocorreram por esmagamento e asfixia provocadas pela grande afluência de populares a uma cerimónia promovida em Luanda pela Igreja Universal do Reino de Deus (IURD).

Segundo o porta-voz do Serviço Nacional de Proteção Civil e Bombeiros (SNPCB), Faustino Sebastião, citado pela agência Angop, o incidente ocorreu junto ao Estádio Nacional da Cidadela Desportiva, local em que estava marcada uma vigília da IURD, designada "Vigília da Virada - Dia do Fim".  As vítimas são seis adultos e quatro crianças.

Segundo o porta-voz no recinto, com capacidade para 70 mil pessoas, concentraram-se 250 mil pessoas e apenas dois dos quatro portões estavam abertos. Deste incidente há ainda a registar 120 feridos.

Em declarações à Angop, o bispo-adjunto da IURD em Angola, Ferner Batalha, admitiu que o número de fiéis que esteve na Cidadela excedeu a capacidade do recinto.

"A nossa expectativa era ter 70 mil pessoas, mas foi de longe superada. Dados não definitivos indicam-nos que estiveram no local acima de 250 mil pessoas", precisou.
Aquele dirigente da IURD acrescentou que durante os preparativos do evento, a organização notificou as autoridades policiais e pediu a colaboração da Cruz Vermelha de Angola e das Emergências Medicas para o acompanhamento da vigília antes, durante e depois.

Na Costa do Marfim pelo menos 60 pessoas morreram num icidente semelhante registado num estádio em Abidjan. Na capital marfinense as pessoas tinham-se deslocado ao estádio para presenciarem fogo de artificio
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Mwangolé de: N'gola Kiá Samba
02.01.2013 16:15
Profundos sentimentos de pesar as famílias enlutadas...pelas Almas das vítimas, que justiça seja feita. Chega de impunidade, alguém tem que ser responsabilizado criminalmente por estas mortes.


por: Chico de: Cabinda
02.01.2013 08:33
O culpado disso tudo é o nosso governo que dá documentos a mais a estas pessoas que vem aldrabar e sulpar o povo Angolano. Estes igrejas tudas tinham que ser encerradas e repatriar os ditos pastores


por: Chico de: Cabinda
02.01.2013 08:32
O culpado disso tudo é o nosso governo que dá documentos a mais a estas pessoas que vem aldrabar e sulpar o povo Angolano. Estes igrejas tudas tinham que ser encerradas e repatriar os ditos pastores


por: abe de: luanda
02.01.2013 06:13
Cuitados dos tais crentes que queriam por fin dos seus problemas segundo a propaganda da igreja universal. Agora foi o fin das suas vidas. Senhor pastor vem ao púplico e se pronunciar para min o governo devia decretar luto nacional


por: Anónimo
01.01.2013 21:39
Este igreja do meu ponto de vista o governo angolano não deixava entrar num território angolano.
Este igreja não fala de deus são bandidos, num tempo de guerra em Angola só avia católica, protestante, tocuistas, como a guerra acabou já esta surgir igrejas de brasileiros, langas, o presidente tens que expulsar estes igrejas que não avia num tempo de guerra mandar tds fora do país,principalmente universal é uma igreja que traze muita confusão,este igreja tens que ficar fora do nosso país,o Rei do kongo no norte de Angola ele não conheceu esta igreja.por isso presidente de angola também não pode aceitar este igreja em Angola.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Medo na América em 2014i
X
22.12.2014 07:00
A América faz o flashback de 2014 e neste vídeo estão alguns dos temas que mais aterrorizaram os Estado Unidos este ano
Vídeo

Vídeo Medo na América em 2014

A América faz o flashback de 2014 e neste vídeo estão alguns dos temas que mais aterrorizaram os Estado Unidos este ano
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 19 Dezembro 2014

As imagens noticiosas de Africa
Vídeo

Vídeo Gozar com Kim Jong Un é assunto sério

O filme " A Entrevista" com James Franco e Seth Rogen foi realizado, mas a Sony Pictures Entertainment cancelou a sua estreia. O que prometia ser um sucesso de bilheteiras para Hollywood tornou-se num pesadelo entre ameaças da Coreia do Norte aos Estados a ataques de pirataria à Sony Pictures.
Vídeo

Vídeo Presidente Obama fala aos cubanos

"Ao povo cubano, os EUA estendem a sua mão de amizade"
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 18 Dezembro 2014

As imagens noticiosas de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Dezembro 2014

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 12 Dezembro 2014

As imagens das noticias africanas
Mais Vídeos