sábado, 30 maio, 2015. 00:19 UTC

Notícias / África

Guiné Bissau: Liga dos Direitos Humanos quer inquérito a naufrágio

Pelo menos 24 pessoas morreram quando embarcação "superlotada" se afundou

Redacção VOA
A Liga Guineense dos Direitos Humanos quer que seja aberto um inquérito sobre o naufrágio ocorrido Sexta-feira em que morreram pelo menos 24 pessoas.

A lgia que o inquérito é necessário para se apurar as responsabilidades criminais do dono da embarcação e ainda as responsabilidades das autoridades marítimas e portuárias.

A Liga acusa essas autoridades de “inoperância e passividade na fiscalização” das condições de segurança das embarcações.

A embarcação fazia a ligação entra a cidade de Boloma no sul do país e a capital, Bissau.

Fontes oficiais disseram que as buscas são dificultadas pelo facto de não se saber quantas pessoas seguiam na embarcação.

Oficialmente a capitania dos portos de Boloma tem registado 107 pessoas como sendo aquelas que compraram a passagem para a viagem mas os sobreviventes disseram que poderiam estar a bordo entre 150 e 200 pessoas.

As autoridades afirmam que morreram 24 pessoas havendo a registar 74 sobreviventes.
O governo  decretou entretanto dois dias de luto nacional
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"i
X
29.05.2015 15:05
Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"

Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Protestos em Bujumbura

O ambiente em Bujumbura continua sob muita tensao. Hoje foi dia de protestos na capital do Burundi
Vídeo

Vídeo Manchetes do Mundo 25 de Maio 2015

As imagens noticiosas do mundo
Mais Vídeos