quarta-feira, 29 julho, 2015. 00:36 UTC

Notícias / Angola

Angola: ENE quer acabar com roubo de energia no Kwanza Sul

Sistema pré-pago e caça ao "gato" visam disciplinar uso de electricidade.

Fernando Caetano
A Empresa Nacional de Electricidade da província do Kwanza-Sul quer acabar com o roubo de electricidade através da introdução de um sistema pré-agp de consumo de energia. promete entrar para o ano de 2013 com o melhoramento no fornecimento de energia eléctrica as populações.




A ENE diz que o sistema vai também melhorar substancialmente o fornecimento de electricidade aos seus clientes.

Para efeito, ensaia estratégias para instalação nas cidades do Sumbe, Porto-Amboim e Gabela do sistema pré-pago do consumo energético na ordem de vinte mil contadores.

A confirmação é do director da ENE-EP no Kwanza-Sul, Rosário de Almeida, que disse que a entrada em funcionamento do sistema de contador pré-pago vai disciplinar o uso e consumo de energia eléctrica sobretudo nas zonas de difícil fiscalização e do fenómeno “gato” ou seja puxadas anárquicas.

««Tudo está sendo feito para que entre princípio ou fim de Janeiro começemos a colocar os vinte mil contadores pré-pagos que vamos colocar só nas três cidades, nomeadamente Sumbe, Porto-Amboim e Gabela,” disse.

Para Rosário de Almeida os constantes desvios que se verificam nas linhas de transporte domiciliária por irresponsáveis através do famoso “gato”, vai obrigar a ENE a incidir as suas acções de instalação e fiscalização na periferia onde estão identificados grandes focos de roubo de luz eléctrica.

««Queremos incidir mais nos sítios onde existem os famosos “gato”, porque há muita dificuldade de fiscalizar por forma a disciplinar o cliente,” disse.

“É alí onde vamos incidir mais a nossa actividade e isso vai obrigar o cliente racionalizar a energia para que a energia sirva para todos,” acrescentou squele responsável da ENE que fez notar ainda a indisciplina dos consumidores.

“Há edifícios que ao longo do dia não se preocupam em apagar as lâmpadas, ligam os ar condicionados todos os dias sem necessidade, à noite lâmpadas que não deviam estar em serviço passam toda noite em serviço e aí acho que vamos disciplinar e também vamos educar as pessoas e elas vão aprender aracionalizar a energia,” disse.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Sudão: música salva pessoas da mortei
X
28.07.2015 06:19
Em 2012 o realizador sudanês Hajooj Kuka realizou um documentário entre os refugiados da Guerra civil no Nilo Azul, Sudão, e na região montanhosa de Nuba. E surpreendeu-se com o que ali viu – a música estava a ajudar a salvar pessoas que estavam a ser alvo de ataques aéreos do seu próprio governo
Vídeo

Vídeo Sudão: música salva pessoas da morte

Em 2012 o realizador sudanês Hajooj Kuka realizou um documentário entre os refugiados da Guerra civil no Nilo Azul, Sudão, e na região montanhosa de Nuba. E surpreendeu-se com o que ali viu – a música estava a ajudar a salvar pessoas que estavam a ser alvo de ataques aéreos do seu próprio governo
Vídeo

Vídeo Marvel Comics lança um novo Homem-Aranha: Miles Morales

Seja em quadradinhos ou na tela do cinema, fãs estão acostumados a ver Peter Parker por trás do Homem-Aranha. Mas isto está a mudar. A Marvel Comics lançou Miles Morales para substituir Peter Parker em uma nova série de quadradinhos. Ele é metade latino e metado afro-americano e já é bem popular.
Vídeo

Vídeo Procuradoras mulheres da Somália para fazer a diferença

Numa nação marcada por um longo conflito, corrupção e impunidade, o governo da Somália espera reconstruir o sistema de justiça do país e pela primeira vez trouxe seis procuradoras mulheres ao processo
Vídeo

Vídeo Jornalista cego da Somália

Apesar da melhoria de segurança, nos últimos anos, Somália continua um dos países mais perigosos para ser jornalista, pior para que não tem a capacidade de ver. Abdifatah Hassan Kalgacal têm reportado na última década a partir da capital daquele país. É cego
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Julho 2015

As imagens noticiosas de Africa
Mais Vídeos