domingo, 20 abril, 2014. 00:38 UTC

Notícias / Angola

Samakuva pede uma paz mais vasta e profunda em Angola

"Angola precisa de outra paz! A paz mais lata, mais completa, a paz entre o governo e o povo. É desta paz que queremos falar hoje” - Isaías Samakuva

Isaías Samakuva, Presidente da UNITA (VOA/Isaías Soares)
Isaías Samakuva, Presidente da UNITA (VOA/Isaías Soares)
Tamanho das letras - +
Venâncio Rodrigues
— O presidente da UNITA, Isaías Samakuva, convidou os angolanos a transformarem esta quadra natalícia numa jornada de reflexão nacional em busca da paz entre o governo e o povo.

Na sua mensagem de Fim de Ano, o presidente da UNITA disse que os angolanos precisam de uma paz diferente da que os militares assinaram com o governo, em 2002, descrevendo-a como "outra paz! A paz mais lata, mais completa, a paz entre o governo e o povo. É desta paz que queremos falar hoje”.

Isaías Samakuva defendeu uma nova paz para o país assente essencialmente no diálogo social com o Governo de Angola sob o argumento de que os angolanos vivem actualmente sob o um permanente clima de guerra entre o governo e o povo.

“O regime que vivemos é de ditadura; é aquele em que o governo está em guerra contra o seu próprio povo. De facto, os angolanos são agredidos todos os dias no seu direito à vida, à liberdade e à igualdade”, notou Samakuva.

O presidente da UNITA afirmou ainda que apesar de toda a riqueza que Angola produz, os cidadãos  estão a terminar o ano de 2012 mais pobres do que estavam no ano 2002.

“Algo está errado quando há crescimento do Produto Interno Bruto e ao mesmo tempo há crescimento do nível de desemprego dos nacionais e dos níveis de pobreza das famílias”, declarou.

Um discurso, em que o principal líder da oposição angolana denuncia que os angolanos são agredidos todos os dias no seu direito à vida, à liberdade à igualdade, de ter água potável e corrente, habitação, à educação de qualidade e à saúde, ao emprego, ao salário digno e ao acesso igual à riqueza.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Gabriel de: Huila
25.12.2012 19:07
É de facto um grade problema que o Angolano passa. Se tivéssemos um presidente como esse em Angola, o nosso país estaria muito diferente com o que temos hoje.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 18 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
18.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Mais Vídeos