terça-feira, 16 setembro, 2014. 11:23 UTC

Notícias / Angola

UNITA ameaça com manifestações no Huambo

Secretário provincial do Galo Negro diz que a consolidação da paz e reconciliação nacional dependem da conclusão do processo desmobilização, reintegração dos ex-militares e fim da violência politica.

Liberty Chiyaka, ao centro, de camisola encarnada, numa actividade partidária no Huambo (VOA/A. Capalandanda)
Liberty Chiyaka, ao centro, de camisola encarnada, numa actividade partidária no Huambo (VOA/A. Capalandanda)

Multimédia

Áudio
A UNITA prepara manifestações no Huambo, para exigir a reintegração dos ex-militares e o fim da violência politica em Angola. O anúncio foi feito por Liberty Chiyaka, deputado da UNITA pelo Huambo, durante uma conferencia de imprensa.

Chiyaka disse que a consolidação da paz e reconciliação nacional dependem da conclusão do processo desmobilização e reintegração dos ex-militares e o fim da violência politica no país. Chiyaka não indicou a data dos protestos, mas advertiu que se as autoridades angolanas  não ultrapassarem esses problemas o mais rápido possível o seu partido irá as ruas.

“Manifestações para defender a paz e como dissemos a paz não deve ser apenas o calar das armas” disse o politico, acrescentando que “a paz deve ser o respeito pela diferença. E uma questão que queremos levantar com grande responsabilidade é o problema dos desmobilizados. Queremos alertar as autoridades angolanas que o problema de instabilidade na Guine Bissau e Congo Democrático é um problema da reintegração dos ex-militares.”

O parlamentar repudiou o desaparecimento de Alves Kamulingue e Isaías Kassule, raptados dias 27 e 29 de Maio quando tentavam organizar uma manifestação de ex-militares, em Luanda.

Condenou a crescente onda de perseguições politicam, contra membros da oposição, jornalistas e activista cívicos no país e denunciou o envolvimento de alguns sectores das FAA (Forças Armadas Angolanas), Policia Nacional e SISE (Serviços de Inteligência e Segurança de Estados) actos de violência politica.

“A primeira causa de intolerância política é a falta de convicções democráticas da parte de dirigentes do MPLA. A incapacidade de certos sectores do MPLA em mobilização os angolanos para o seu projecto, também é uma das causas da intolerância politica”, sublinhou Chiyaka.

O deputado referiu, ainda, que a violência política resulta da incompetência governativa do regime liderado por José Eduardo dos Santos e apresentou uma lista com nomes de 20 sobas de varias aldeias dos municípios do Balundo, Caála, Longojo, Ukuma e Luondimbali que foram exonerados alegadamente em retaliação pela perda do MPLA nestas localidades, nas eleições de 2012.

“Aqui a razão é simples”, disse o parlamentar da UNITA: “Nestas aldeias a UNITA ganhou as eleições e como os sobas tinham orientações de não permitir que as pessoas votassem na UNITA, o MPLA contava que iria ganhar nestas áreas, mas perdeu e os sobas foram exonerados.”

No município do Longojo, comuna da Tchilaca, o deputado disse ter constado que  10 professores ficaram privados dos seus dos meses de Outubro e Novembro supostamente por terem trabalhado como delegados de listas da UNITA. Manifestou também a sua preocupação com as enxurradas no Huambo que nos últimos três meses provocaram mais de 32 mortes, tendo responsabilizado  o governo local, que considera de incompetente.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Prostituição infantil em Nairobii
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
13.09.2014 03:03
Na favela de Korogocho, em Nairobi, raparigas com apenas 15 anos de idades dedicam-se à prostituição como meio de ganhar a vida. Elas são o alvo de uma organização não-governamental chamada Iniciativa Miss Koch, que tem realizado o trabalho de resgatar essas menores e com resultados positivos.
Vídeo

Vídeo Prostituição infantil em Nairobi

Na favela de Korogocho, em Nairobi, raparigas com apenas 15 anos de idades dedicam-se à prostituição como meio de ganhar a vida. Elas são o alvo de uma organização não-governamental chamada Iniciativa Miss Koch, que tem realizado o trabalho de resgatar essas menores e com resultados positivos.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 12 Setembro 2014

As noticias de Africa que fazem manchete
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 11 setembro 2014

Noticias da America em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 10 Setembro 2014

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes americanas 9 Setembro 2014

As notícias da America em vídeo
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 9 Setembro 2014

As notícias de África em vídeo
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 8 Setembro 2014

As imagens noticiosas de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 5 Setembro 2014

O que faz noticia em Africa
Vídeo

Vídeo Chegada de Dhalakama a Maputo

O presidente de Moçambique Armando Guebuza e o líder da Renamo Afonso Dhlakama subscreveram hoje, 5, os documentos que integram o acordo de paz, assinado na semana passada pelo Governo e pelo principal partido da oposição.
Mais Vídeos