quinta-feira, 28 agosto, 2014. 01:01 UTC

Notícias / Angola Fala Só

ANGOLA FALA SÓ - Dom José Imbamba: "Não consentimos que oposição se escude nas igrejas"

Dom José Imbamba, arcebispo de Saurimo e porta-voz da CEAST (Conferência Episcopal de Angola e São Tomé) advertiu que "não podemos consentir que a oposição se escude nas igrejas". Disse, ainda, esperar "para breve" o início das emissões da Rádio Diocesana de Benguela, e manifestou preocupação como o caso Kamulingue-Cassule.

O prelado respondia às perguntas dos ouvintes da Voz da América, no programa Angola Fala Só. A uma questão sobre a "falta de coragem" da igreja para mostrar a verdade e pressionar o governo sobre os direitos humanos, o arcebispo disse que a igreja, nomeadamente através de documentos oficiais e declarações de si próprio, tem denunciado violações dos direitos humanos.

"A Igreja Católica sempre se bateu, a Igreja Católica sempre deplorou (as violações), sempre lutou pela dignidade da pessoa humana", disse Dom José.

Salientou, todavia, que "a Igreja Católica é um partner (parceiro) do Estado, a Igreja Católica está na sociedade ao serviço das pessoas humanas. É preciso percebermos que a Igreja Católica não é um partido da oposição; a Igreja Católica não é um antagonista de qualquer governo instituído; a IC está para colaborar com os governos legitimamente instituídos".

Insiste que a Igreja Católica trabalha para o bem das pessoas e das comunidades e que "este é o nosso papel e o resto cabe aos partidos da oposição. É por isso que estão lá. E é por isso que não podemos consentir que os partidos da oposição se escudem nas igrejas. Deixem as igrejas fazer o seu trabalho e os partidos da oposição façam os seus respectivos trabalhos", declarou o prelado.

Dom José Imbamba disse que a Igreja Católica se preocupa com o desapartecimento de Alves Kamulingue e Isaías Cassule, que "são vidas humanas de cidadãos que preocupam a sociedade".

"Estamos ansiosos para que hajam explicações, satisfatórias para as famílias, sobre o desapareciento misterioso", disse Dom José, notando que, agora que as autoridades se interessaram pelo caso, se lhes deve dar a oportunidade de concluírem o seu trabalho.

Sobre a expansão da Rádio Ecclésia disse que a mesma foi travada por questões políticas, razão porque a Igreja Católica decidiu dar novo ímpeto às emissoras diocesanas. Avança não crer que se verifiquem problemas com a abertura dessas rádios, frisando que aguarda "para breve" o início das emissões da Rádio Diocesana de Benguela.

Clique no link abaixo para ouvir o Angola Fala Só com Dom José Imbamba.


Clique para ouvir todos os programas.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: José António de Carvalho de: Território de Cabinda
29.12.2012 03:07
A igreja já não é defensor da justiça, senão de injustiça sobretudo em Cabinda. A igreja católica está matar a fé de muita gente. O clérigo se acomoda com as ofertas que recebem dos políticos corruptos e fecham os olhos diante dos seus desmandos. Até matam aqueles que insistem denunciar as práticas erradas do governo de Angola. A inquisição retomou na igreja, desta vez não é para matar 'hereges', mas sim os defensores da justiça e da verdade e a guilhotina e o cadafalso foram substituídos por instrumentos mais modernos e suaves, agora em segredo e não na hasta pública. Pensam que o povo não sabe disso?


por: Che. de: Reino Unido
22.12.2012 16:44
Dizer que a Igreja Catolica bate-se contra os abusos dos direitos Humanos e ao mesmo eh um partner do Estado, que continuar a violar os mesmos direitos Humanos, em especial em Cabinda, eh uma contradicao. A Igreja deve ser independente do Estado, a favor dos Direitos Sociais e Espirituais da Pessoa Humana, e se tiver que se opor ao Estado deve faze-lo com conviccao e sem medo.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Lei Russa Contra a Profanaçãoi
X
27.08.2014 18:06
A Rússia promulgou em Julho uma lei que ameaça multar actos de profanação nos media, filmes, literatura, na música e no teatro. A restrição foi bem recebida por quem diz que a blasfémia está fora do controlo, outros rejeitam a decisão por considerarem tratar-se de paternalização e censura
Vídeo

Vídeo Lei Russa Contra a Profanação

A Rússia promulgou em Julho uma lei que ameaça multar actos de profanação nos media, filmes, literatura, na música e no teatro. A restrição foi bem recebida por quem diz que a blasfémia está fora do controlo, outros rejeitam a decisão por considerarem tratar-se de paternalização e censura
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 27 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 26 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 26 Agosto 2014

Os principais títulos americanos na última semana de Agosto
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 25 Agosto 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo O impacto económico do Ébola

O recente surto de Ébola na Africa Ocidental poderá prejudicar as economias governamentais na Libéria, Guine, e Serra Leoa, e talvez mesmo Nigéria. Os esforços de prevenção interferem com o comércio, desportos e viagens
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Agosto 2014

Noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Ferguson clama por justiça

Violência, frustração e raiva têm sido a combinação explosiva no bairro de St. Louis, em Ferguson, Missouri. Os protestos começaram depois de um jovem negro de 18 anos ter sido morto por um polícia branco
Mais Vídeos