quinta-feira, 17 abril, 2014. 09:44 UTC

Notícias / Angola Fala Só

ANGOLA FALA SÓ - Dom José Imbamba: "Não consentimos que oposição se escude nas igrejas"

Tamanho das letras - +
Dom José Imbamba, arcebispo de Saurimo e porta-voz da CEAST (Conferência Episcopal de Angola e São Tomé) advertiu que "não podemos consentir que a oposição se escude nas igrejas". Disse, ainda, esperar "para breve" o início das emissões da Rádio Diocesana de Benguela, e manifestou preocupação como o caso Kamulingue-Cassule.

O prelado respondia às perguntas dos ouvintes da Voz da América, no programa Angola Fala Só. A uma questão sobre a "falta de coragem" da igreja para mostrar a verdade e pressionar o governo sobre os direitos humanos, o arcebispo disse que a igreja, nomeadamente através de documentos oficiais e declarações de si próprio, tem denunciado violações dos direitos humanos.

"A Igreja Católica sempre se bateu, a Igreja Católica sempre deplorou (as violações), sempre lutou pela dignidade da pessoa humana", disse Dom José.

Salientou, todavia, que "a Igreja Católica é um partner (parceiro) do Estado, a Igreja Católica está na sociedade ao serviço das pessoas humanas. É preciso percebermos que a Igreja Católica não é um partido da oposição; a Igreja Católica não é um antagonista de qualquer governo instituído; a IC está para colaborar com os governos legitimamente instituídos".

Insiste que a Igreja Católica trabalha para o bem das pessoas e das comunidades e que "este é o nosso papel e o resto cabe aos partidos da oposição. É por isso que estão lá. E é por isso que não podemos consentir que os partidos da oposição se escudem nas igrejas. Deixem as igrejas fazer o seu trabalho e os partidos da oposição façam os seus respectivos trabalhos", declarou o prelado.

Dom José Imbamba disse que a Igreja Católica se preocupa com o desapartecimento de Alves Kamulingue e Isaías Cassule, que "são vidas humanas de cidadãos que preocupam a sociedade".

"Estamos ansiosos para que hajam explicações, satisfatórias para as famílias, sobre o desapareciento misterioso", disse Dom José, notando que, agora que as autoridades se interessaram pelo caso, se lhes deve dar a oportunidade de concluírem o seu trabalho.

Sobre a expansão da Rádio Ecclésia disse que a mesma foi travada por questões políticas, razão porque a Igreja Católica decidiu dar novo ímpeto às emissoras diocesanas. Avança não crer que se verifiquem problemas com a abertura dessas rádios, frisando que aguarda "para breve" o início das emissões da Rádio Diocesana de Benguela.

Clique no link abaixo para ouvir o Angola Fala Só com Dom José Imbamba.


Clique para ouvir todos os programas.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: José António de Carvalho de: Território de Cabinda
29.12.2012 03:07
A igreja já não é defensor da justiça, senão de injustiça sobretudo em Cabinda. A igreja católica está matar a fé de muita gente. O clérigo se acomoda com as ofertas que recebem dos políticos corruptos e fecham os olhos diante dos seus desmandos. Até matam aqueles que insistem denunciar as práticas erradas do governo de Angola. A inquisição retomou na igreja, desta vez não é para matar 'hereges', mas sim os defensores da justiça e da verdade e a guilhotina e o cadafalso foram substituídos por instrumentos mais modernos e suaves, agora em segredo e não na hasta pública. Pensam que o povo não sabe disso?


por: Che. de: Reino Unido
22.12.2012 16:44
Dizer que a Igreja Catolica bate-se contra os abusos dos direitos Humanos e ao mesmo eh um partner do Estado, que continuar a violar os mesmos direitos Humanos, em especial em Cabinda, eh uma contradicao. A Igreja deve ser independente do Estado, a favor dos Direitos Sociais e Espirituais da Pessoa Humana, e se tiver que se opor ao Estado deve faze-lo com conviccao e sem medo.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 16 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
16.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Vídeo

Vídeo A luta dos medicamentos baratos

O Governo da África do Sul vai aprovar reformas sobre propriedade intelectual – incluindo patentes de medicamentos – que para activistas de saúde poderão permitir que mais sul-africanos possam ter acesso a medicamentos genéricos,
Mais Vídeos