segunda-feira, 27 abril, 2015. 01:47 UTC

Notícias / África

Alerta contra o abandono de crianças nas grandes cidades africanas

A organização humanitária Save the Children alertou para os riscos de exploração, abuso e doença a que estão sujeitas as crianças nas grandes zonas urbanas da África.

Crianças nigerianas brincam na rua
Crianças nigerianas brincam na rua

Multimédia

Áudio
A organização humanitária Save the Children alertou para os riscos de exploração, abuso e doença a que estão sujeitas as crianças nas grandes zonas urbanas da África.

O relatório, intitulado Vozes da África Urbana: Impacto do Crescimento Urbano nas Crianças, estima que 200 milhões de crianças vivem nas zonas urbanas do Continente e que esse número está a aumentar.

Afirma-se no documento que “as políticas sociais e de desenvolvimento ignoram a realidade” do aumento das crianças a viver nos musseques e isso tem “um impacto devastador” nas suas vidas. Muitos governos, alerta o texto, ignoram os verdadeiros números de crianças nessa situação.

As cidades da região subsariana têm os mais altos índices de pobreza urbana do mundo e Carol Miller, uma responsável para África da Save the Children, diz que este estudo inclui entrevistas com mais de mil crianças na Etiópia, Mali, Malawi, África do Sul e Zâmbia.

“Quisemos dar voz às crianças” disse Miller, cujo relatório adverte que metade da população mundial vive em cidades e que em 2050 essa percentagem aumentará para 65%. Em África, dentro de 20 anos, haverá mil milhões de pessoas a viver nas cidades.

"África tem o maior crescimento da população jovem do Mundo, no grupo etário entre os 15 e os 24 anos. E esse crescimento fez-nos parar para pensar: O que estamos a fazer? O que devíamos estar a fazer para termos um impacto positivo na vida das crianças?", diz Miller

De acordo com Carol Miller é preciso adoptar quatro tipos de medidas para defender as crianças nas zonas urbanas: saúde e nutrição; meios de subsistência; educação; e protecção à criança. Esta foi a direcção apontada por organizações africanas.

"Quando falamos com organizações não-governamentais em África, ouvimos o problema das crianças desacompanhadas, das crianças de rua", disse Carol Miller prosseguindo: "Ouvimos falar de terminais de autocarros em Adis Abeba, onde há pessoas à procura de crianças sózinhas para abusarem delas. Ou a família no Malawi onde há quatro crianças que não vão à escola, sozinhas que vivem na rua a pedir e que, de vez em quando recém algum dinheiro de um tio."

A urgência da protecção das crianças nas cidades, deve-se à total ausência de estruturas de apoio. Nas zonas rurais, explica Miller, há geralmente uma avó, uma tia ou um tio que pode ajudar. Ou as pessoas na comunidade conhecem aquelas crianças. Mas quando vão para as cidades as crianças ficam sós.

Sós e pobres. O relatório diz que muitas crianças não vão à escola porque não têm dinheiro, ou estão doentes, sofrem de deficiências, abusos, ou discriminação. Em geral, também não têm acesso a água potável, ou aos cuidados de saúde. No caso das jovens que iniciam a vida sexual muito cedo, o problema agrava-se.

Miller diz que "quando jovens e adolescentes se mudam para zonas urbanas e precisam de acesso à saúde reprodutiva e esse acesso é negado… Quando as clínicas recusam planeamento familiar a essas jovens… Que opções é que lhe restam?"

A organização Save the Children pede medidas como sistemas integrados de protecção das crianças, campanhas de higiene, formação de assistentes sociais, assistência para deficientes, e campanhas de apoio ao desenvolvimento individual nos primeiros anos de vida das crianças.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Passadeira Vermelha: Star Wars, Oprah Winfrey e filha de Whitney Houston acendem os holofotes!i
X
24.04.2015 16:24
O episódio 12 da #PassadeiraVermelha da VOA traz novidades da Oprah Winfrey, uns miminhos do Star Wars, daqueles bem bons e vamos ver quem rebentou o record de vendas de bilheteira de cinema das últimas semanas!
Vídeo

Vídeo Passadeira Vermelha: Star Wars, Oprah Winfrey e filha de Whitney Houston acendem os holofotes!

O episódio 12 da #PassadeiraVermelha da VOA traz novidades da Oprah Winfrey, uns miminhos do Star Wars, daqueles bem bons e vamos ver quem rebentou o record de vendas de bilheteira de cinema das últimas semanas!
Vídeo

Vídeo O Auxílio à morte nos Estados Unidos

Nos 18 anos da lei "Morte com Dignidade" no Oregon, cerca de 750 pessoas terminaram suas vidas com drogas letais. O medicamento também pode ser prescrito no Estado de Washington, Novo México, Vermont e Montana. Uma paciente terminal abriu o debate a outros estados
Vídeo

Vídeo Xenofobia na África do Sul

Na semana passada, a África do Sul foi tomada por ataques contra estrangeiros que moram no país. Alguns dizem que os ataques são culpa do legado do colonialismo, outros dizem que são problemas económicos da nação. Independentemente da causa, sul-africanos rezam pelo fim da violência.
Mais Vídeos