quinta-feira, 27 novembro, 2014. 13:01 UTC

Notícias / Estados Unidos

Republicanos estudam lições da derrota nas presidenciais

O Partido Republicano dos Estados Unidos está a tentar recompor-se da derrota nas eleições presidenciais do dia 6 deste mês. Mas não há acordo interno sobre o que deve ser feito.

Redacção VOA
O Partido Republicano dos Estados Unidos está a tentar recompor-se da derrota nas eleições presidenciais do dia 6 deste mês. Mas não há acordo interno sobre o que deve ser feito. Uma ala crê que os republicanos devem modernizar-se; outra facção advoga o endurecimento do carácter conservador do partido.

Na noite das eleições, conforme os números foram dando vantagem a Barack Obama, as sondagens à boca das urnas revelavam um movimento sísmico na política americana.

O voto dos brancos, que há 20 anos representava 82% do eleitorado, baixou para 72%... E esse foi o único grupo de eleitores em que o candidato republicano Mitt Romney teve bons resultados, conquistando 59% dos seus votos.

Mas entre os restantes grupos Obama foi o favorito: 55% dos votos das mulheres, 60% dos votos dos jovens, 71% dos votos dos latinos, 73% dos votos dos asiáticos e 93% dos votos dos negros.

Os latinos são o grupo em maior crescimento e a população deste grupo vai ultrapassar, em números, a população branca em meados deste século.

Face a esta desastre demográfico, os republicanos começaram a dizer, em entrevistas e mesas redondas, que o partido deve modernizar-se e que, em vez de tentar chegar ao poder através do voto dos brancos, deve tentar alargar a sua base de apoio entre todos os grupos étnicos, raciais e sociais.

Na base desta lógica está a rejeição do monolitismo político desses grupos. Há negros mais ou menos conservadores, assim como nem todos os latinos concordam com todas as políticas do Partido Democrático.

Mas o Partido Republicano foi abertamente hostil para com todos esses grupos, levando a votar em Obama quem concordava com ele, e quem não concordava mas receava que Romney e a muito visível facção ultra-conservadora do seu partido lançasse a América num período de intolerância.

Várias vozes ergueram-se contra o conservadorismo exagerado do Partido – representado pelas facções chamadas Tea Party e evangélicos –  tentando recuperar a ala moderada de Nixon ou de George Bush pai.

Mas os conservadores contrapõem: agora o problema do partido não é o excesso de conservadorismo, mas o facto de não ter sido suficientemente conservador.

E mostram, como trunfo, o senador-eleito do Texas, Ted Cruz, que se considera ultra-conservador e se considera exemplo de sucesso da ala ultra direita do partido.

Os moderados notam que cruz venceu em apena sum estado e bastante conservador. E que as eleições nacionais são mais exigentes. “Nós somos o partido de todos os americanos e não apenas dos que se parecem connosco”, disse na cadeia de televisão ABC o líder republicano da Câmara dos Representantes, John Boehner.

Com candidatos a prometerem ilegalizar o aborto para as vítimas de violação sexual, ou a dizerem que a metade não branca do país quer viver à custa do estado, ou a pretenderem deportar os filhos de imigrantes ilegais que chegaram aqui em crianças com os pais, ou a aumentaram as taxas de juro dos empréstimos aos estudantes para pagar o ensino superior – tudo isto pode dar a ideia de que os republicanos não se preocupam com as pessoas, com o cidadão comum, mas apenas com os ricos e as empresas…

É isto o que dizem muitos líderes republicanos receosos de que, com o passar dos anos e os brancos em minoria, o partido passe a ser irrelevante.

Esse debate vai demorar e irá acompanhar a transformação da paisagem política americana. E na política americana tudo muda muito com o passar dos anos.

Há 150 anos, por exemplo, o Partido Republicano era contra a escravatura, e aboliu-a, e o Partido Democrático era a favor da escravatura. Hoje 95% dos negros identificam-se com o Partido Democrático.

A América, e os que seguem a sua política, ficam à espera de ver no que resulta o debate em curso no Partido Republicano.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Bobby Smith o benfeitori
X
27.11.2014 12:05
No dia de Acção de Graças nos Estados Unidos, agradece-se as bênçãos recebidas ao longo do ano. Bobby Smith, imigrante nos EUA, vindo da Serra Leoa, criou uma pequena organização de voluntários Hope for Lives in Sierra Leone, para ajudar os desfavorecidos na sua terra Natal
Vídeo

Vídeo Bobby Smith o benfeitor

No dia de Acção de Graças nos Estados Unidos, agradece-se as bênçãos recebidas ao longo do ano. Bobby Smith, imigrante nos EUA, vindo da Serra Leoa, criou uma pequena organização de voluntários Hope for Lives in Sierra Leone, para ajudar os desfavorecidos na sua terra Natal
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 26 Novembro 2014

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo A Voz da América nas manifestações em Ferguson

O polícia que matou Michael Brown não será acusado.
Vídeo

Vídeo Protestos violentos causam caos em Ferguson, Estados Unidos

Uma decisão de um Grande Júri no Misssouri de não indiciar o policia branco Darren Wilson pela morte a tiro do jovem africano-americano Michael Brown resultou em mais violência e destruição em Ferguson. Isto apesar dos apelos a manifestações pacíficas por parte dos lideres comunitário
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Novembro 2014

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Mama Sarah Obama, única avó viva do Presidente americano

A mulher do avô de Barack Obama está nos Estados Unidos para angariar fundos para a construção de uma escola e de um centro hospitalar no valor de 12 milhões de dólares, em Kogelo, no Quénia. Foi homenageada no Dia das Mulheres Empreendedoras nas Nações Unidas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 21 Novembro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 20 Novembro 2014

As notícias que marcam a actualidade do país liderado por Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 20 Novembro 2014

As imagens das noticias africanas
Mais Vídeos