quinta-feira, 30 julho, 2015. 22:03 UTC

Programas Especiais / Angola Fala Só

ANGOLA FALA SÓ - David Mendes: Silêncio do Presidente da República na Assembleia Nacional foi "lamentável"

O advogado e presidente do Partido Popular, David Mendes, considerou "lamentável" o silêncio do Presidente da República na sessão inaugural da nova Assembleia Nacional.

"O Presidente José Eduardo dos Santos jurou na sua tomada de posse cumprir a Constituição e não devia, dias depois, violá-la", disse respondendo a perguntas dos ouvintes da Voz da América, no programa Angola Fala Só.

Lembrando que o discurso do Presidente é uma exigência constitucional, aquele dirigente disse que "iniciamos mal este período político".

Referindo-se aos resultados eleitorais, David Mendes disse que "a vontade do povo foi adulterada" e acusou o governo de cometer um "gesto de corrupção" quando, dias antes das eleições, ofereceu novos carros topo de gama " que custam 200 mil dólares" aos juízes do Tribunal Constitucional.

As eleições de 31 de Agosto foram "a maior fraude que jamais vivemos", mas os juízes do Tribunal Constitucional emitiram sobre elas "acordãos que não foram de consciência, mas para satisfazer certos sectores" do MPLA.

"Enquanto os tribunais não forem independentes, não há democracia", disse David Mendes esclarecendo que o seu Partido Popular foi impedido de se inscrever para as eleições, deliberadamente, por pessoas que o temiam.

Relatou que se encontrava com o Presidente do Bloco Democrático, Justino Pinto de Andrade, a aguardar a decisão judicial sobre o PP, quando recebeu uma mensagem de SMS dizendo: "Lamentamos mas vocês não vão passar". Escusou-se, para "defender essa pessoa", a identificar o autor da mensagem.

Assegura, todavia, que o Partido Popular não desiste e já está a preparar uma estratégia para as eleições autárquicas.

Prometeu, apesar das dificuldades, continuar a lutar nos tribunais contra as demolições no Lubango e pelo esclarecimento do desaparecimento de Alves Kamulingue e Isaías Kassule.

Considera, ainda, que a intervenção dos tribunais na FNLA, a favor de Lucas N'Gonda, teve o objectivo de "acabar com uma corrente" daquele partido.

Clique no link abaixo para ouvir na íntegra o programa com David Mendes.

Clique aqui para ouvir todos os programas anteriores Angola Fala Só:

http://www.voaportugues.com/content/article/1529869.html
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: zekamyanga de: Morro Bento
22.10.2012 14:01
Não entendo como a Voz da America dá guarida a bandidos.
Este advogado vigarista há alguns anos tentou fugir de Angola com dolares que recebeu para a campanha eleitoral do seu partido.
Amanhã vai para a cadeia e vai-se queixar de violação dos direitos humanos.
Tem a mania que é figura publica e vejam se acontece o mesmo do artista Sebem que depois foi passar uma temporada atrás das grades.


por: jacinto borges de: lobito
22.10.2012 05:09
o acto competido pelo o pr. é um acto incostitucional. nos termos do art.168 da carta magna de angola

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Americanas 30 de Julho 2015i
|| 0:00:00
...  
🔇
X
30.07.2015 18:51
Vídeo

Vídeo Amy Winehouse - o filme

No documentário, Amy, o realizador Asif Kapadia conta a história do nascimento e queda da super estrela do jazz Amy Winehouse. Usando filmes caseiros feitos por amigos e produtores de Amy, concertos, entrevistas públicas e sessões de gravações, Kapadia criou um retrato fantástico da cantora
Vídeo

Vídeo Sudão: música salva pessoas da morte

Em 2012 o realizador sudanês Hajooj Kuka realizou um documentário entre os refugiados da Guerra civil no Nilo Azul, Sudão, e na região montanhosa de Nuba. E surpreendeu-se com o que ali viu – a música estava a ajudar a salvar pessoas que estavam a ser alvo de ataques aéreos do seu próprio governo
Mais Vídeos