sábado, 01 novembro, 2014. 03:54 UTC

Notícias / Angola

Militante da UNITA que passou para MPLA ameaçado de morte

Daniel Cassela “Liberdade”, secretário provincial da UNITA no Kuando Kubango, diz acreditar que o seu antigo partido seja autor da ameaça.

Multimédia

Áudio
O antigo secretário da UNITA no Kuando-Kubango, Daniel Cassela “Liberdade”, que há um mês abandonou o partido para aderir ao MPLA, recebeu na sua residência, na zona urbana da cidade de Menongue, uma carta anónima com ameaças de morte contra a sua pessoa e membros da sua família.

Fontes da VOA, disseram que ameaças teriam partido de ex-militares da UNITA integrados na Casa Militar Provincial, apos Daniel Cassela Liberdade, ter realizada naquela unidade militar um comício, afirmando que era preciso acabar com a maior força na oposição.

Em declarações a Voz da América, Liberdade nega ter havido envolvimento de militares da Casa Militar, mas acusa a UNITA de estar por de trás, mas a direção do Galo Negro diz não haver nenhuma orientação para o assassinato do seu antigo militante.

Em conferência de imprensa em Menongue, o ameaçado revelou que a carta foi já encaminhada para os órgãos competentes para determinarem a sua origem e não descarta a hipótese dos autores serem agentes dos antigos serviços de segurança da UNITA, a BRINDE.

“O conteúdo da carta, contou, ilustra claramente que os dirigentes da UNITA ainda não perderam o gosto de fazer vítimas inocentes, como no passado: continuam a perseguir todos quantos decidiram, voluntariamente, abandonar o partido”, disse.

O antigo “número um” da UNITA no Kuando-Kubango disse que não tem medo das ameaças porque acredita na existência de um Estado em Angola capaz de garantir segurança e justiça aos cidadãos. “Tal como não me conseguiram instrumentalizar, também não me vão conseguir intimidar”, afirmou.

Daniel Cassela, que exortou os militantes do seu antigo partido a estarem unidos e, de mãos dadas, apoiarem o Presidente da República no processo de reconstrução e desenvolvimento no país, com a apresentação de ideias coerentes.

“Para trás fica a história registada com guerras fratricidas. Sabemos que o futuro de Angola depende de todos nós e da nossa visão, tendo em vista que o momento é de mostrarmos a nossa vontade de trabalhar, para resolvemos os principais problemas que ainda afectam milhares de pessoas no país e no Kuando-Kubango, em particular”, considerou.

Defendeu que os militantes abandonados pela UNITA e votados à sua sorte nas matas de Mavinga, Rivungo e noutros cantos remotos da província do Kuando-Kubango devem agir como os outros do bairro “11 de Novembro” e não aceitarem mais "mentiras" deste partido como aquela segundo a qual “Jonas Savimbi há-de ressuscitar ou que os subsídios dos desmobilizados são pagos pelo Governo americano”.

Para o político, isso não passa de demagogia e aproveitamento abusivo da inocência de muitos militantes que, na sua óptica, devem despertar rapidamente, pois a realidade é que o Executivo dirigido pelo MPLA, é quem cuida do bem-estar social de todos os angolanos, sem excepção.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambiquei
X
31.10.2014 18:08
Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambique

Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Mais Vídeos