sexta-feira, 31 outubro, 2014. 19:58 UTC

Notícias

Oposição abandona debate parlamentar do pacote eleitoral

MPLA acusa oposição de d"desrespeito" pela legislatura

Praça da Independência, em Luanda
Praça da Independência, em Luanda

Multimédia

Áudio
  • http://www.voanews.com/MediaAssets2/portuguese/dalet/11-09%20angola%20walk%20out%20%20-%20VRodrigues-READY.Mp3

Venâncio Rodrigues



Deputados da UNITA, do PRS e da FNLA  abandonaram, quarta-feira, a sessão parlamentar que discutia o pacote legislativo eleitoral na especialidade, originando a suspensão dos debates e à aprovação dos diplomas.

Os parlamentares  justificaram a sua atitude com o argumento de que as novas propostas de alteração, às leis que suportam as eleições em Angola, não tiveram em conta as contribuições da oposição.

Aparentemente, o principal ponto de discórdia, entre o partido que detêm a maioria parlamentar, MPLA, e a oposição, tem a ver com a definição das tarefas que devem ser executadas pela Comissão Nacional Eleitoral e pelo Governo.

Esta semana, o ministro da Administração do Território, Bornito de Sousa,  desdramatizou  as inquietações da oposição sobre uma alegada fraude eleitoral pelo Governo que seria engendrada a partir da contagem electrónica dos votos .

“A contagem dos votos é feita a partir das mesas de voto e é manual e não é electrónico e estão lá os fiscais dos partidos e da sociedade civil como observadores”.

Por força deste abandono dos deputados da oposição, um novo calendário deverá ser elaborado para a discussão desse pacote, que irá definir como serão as eleições legislativas em Angola.

O deputado do MPLA, João Pinto, disse ter havido uma clara atitude de desrespeito para com a presidência da sessão e que a oposição deve aprender que não é retirando-se da sessão que vai convencer o eleitorado.

O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambiquei
X
31.10.2014 18:08
Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambique

Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Mais Vídeos