sábado, 19 abril, 2014. 17:28 UTC

Notícias

China ajuda Moçambique no combate à pobreza

Moçambique vai beneficiar da ajuda da República Popular da China para a definição de novas fórmulas e políticas para combater a pobreza, que afecta mais do que a metade dos moçambicanos.

Multimédia

Áudio
Tamanho das letras - +
William Mapote

China ajuda Moçambique no combate à pobreza

Moçambique vai beneficiar da ajuda da República Popular da China para a definição de novas fórmulas e políticas para combater a pobreza, que afecta mais do que a metade dos moçambicanos.

Com base nos acordos bilaterais de cooperação, os dois países lançaram nesta segunda-feira um Centro para a Cooperação na Redução da Pobreza, uma unidade cuja missão será a elaboração de pesquisas e recomendações de políticas para combater a pobreza.

“Com o apoio da companhia Kingho, uma empresa chinesa que tem participações aqui no país, o centro vai tratar de questões ligadas a investigação e pesquisa e propor medidas concretas para  a redução da pobreza”, disse o Ministro da Planificação e Desenvolvimento, Aiuba Cuereneia, durante a cerimónia que marcou o lançamento do centro.

Nos últimos dez anos, o governo já implementou duas versões de estratégias de redução da pobreza, contudo, os resultados continuam a ser questionados.

É que apesar dos altos níveis de crescimento económico, considerados exemplares ao nível mundial, em muitos pontos do país ainda há pessoas com problemas de comida, habitação e assistência médica básica.

O Conselheiro do Estado da República Popular da China ao nível do Gabinete de Combate a Pobreza, Fan Xiaojian, disse que o seu país vai trazer a Moçambique, as experiências do seu país, baseadas nos resultados já alcançados, como resultado das estratégias e políticas para a redução da pobreza rural.

“Nós lutamos com uma dureza extraordinária e conseguimos encontrar um caminho para a redução da pobreza nas áreas rurais e é isso que queremos partilhar com Moçambique”, disse o representante do governo chinês, na abertura de um “Seminário sobre as Políticas de Redução da Pobreza em Moçambique e na China”.

A China tem sido o principal parceiro económico de Moçambique dos últimos anos, e só nos últimos dez dias já anunciou a disponibilização de créditos acima de dois milhões de dólares, maioritariamente, para financiamento de infra-estruturas.

O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 18 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
18.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Mais Vídeos