sexta-feira, 31 outubro, 2014. 14:56 UTC

Notícias / Opinião e Entrevistas

SADC: A integração regional na agenda da cimeira de Luanda

Um assunto que estava em ponto morto devido a problemas políticos e conflitos armados

Multimédia

Áudio
Simião Pongoane

Processo de integração regional

Angola acolhe a partir de amanhã a cimeira extraordinária de dois dias dos Chefes de Estado e de Governo da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, SADC.

Moçambique será representado por uma delegação composta por três ministros e um Vice-Ministro, sendo que o Chefe da equipa é o Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Oldemiro Baloi, em representação do Presidente da República, Armando Guebuza, que se encontra em visita de trabalho a província de Sofala.

Segundo o Chefe da diplomacia moçambicana, Oldemiro Baloi, que partiu Terça-feira para Angola, o processo da integração regional está no tempo de agenda da cimeira de Luanda. Trata-se de um assunto que estava quase no ponto morto durante muito tempo devido a problemas políticos relacionados com conflito armado no Congo Democrático, disputa do poder no Zimbabwe e no Reino do Lesotho e Magagascar.

Agora, os líderes da organização regional acreditam que a situação política está calma ou sob controlo pelo que se vão concentrar no processo de integração regional.

Oldemiro Baloi explica que “há bom tempo que o ritmo da integração regional, particularmente a implementação do plano indicativo da SADC, desacelerou, porque durante vários anos os assuntos de natureza política desviaram-nos um pouco as atenções. Mas não deixamos de trabalhar no processo. Agora vamos retomar com alguma força”.

Outro ponto na agenda da cimeira de Luanda é a candidatura da Ministra sul-africana da Administração Interna, Nkosazana Dlamini Zuma, para o cargo de Presidente da Comissão da União Africana.

Os países da região defendem que a antiga esposa do Presidente sul-africano, Jacob Zuma, deve assumir o cargo, mas o bloco da África Ocidental apoia Jean Ping, que dirigiu a comissão nos últimos 4 anos. No início deste ano houve impasse na eleição entre os dois candidatos.

A vacatura vai ser preenchida em Junho próximo na cimeira da União Africana que vai decorrer no Malawi. Então até lá os líderes da SADC devem unir-se em torno do nome da ministra sul-africana

O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Americanas 30 Outubro 2014i
X
30.10.2014 21:02
As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola e os órfãos da Serra Leoa

Centenas de crianças ficaram órfãos na Serra Leoa devido ao surto do vírus do Ébola, são vítimas do estigma e da rejeição. Os familiares não querem saber deles. A Serra Leoa abriu o primeiro orfanato de vítimas do Ébola no distrito de Kailahun.
Mais Vídeos