domingo, 20 abril, 2014. 23:40 UTC

Notícias

Bispo de Cabinda: "Não vamos servir de medianeiro entre a FLEC e o governo

A igreja católica está preocupada com a pacificação de Cabinda, mas, não pretende assumir um protagonismo na facilitação do diálogo.

Tamanho das letras - +
José Manuel

Igreja não quer ser medianeira em Cabinda

A igreja católica está  preocupada com a pacificação de Cabinda, mas, não pretende assumir um protagonismo na facilitação do diálogo entre os separatistas da FLEC e o governo angolano.

O bispo da diocese de Cabinda desdramatizou igualmente a actual crise reinante na igreja católica de Cabinda desde a sua nomeação como bispo diocesano.

Filomeno Viera Dias disse também à imprensa que a igreja de Cabinda não está dividida. Contudo, reconheceu existir um grupo de fiéis afastados de uma comunhão plena com o bispo e com o papa e a viverem à margem das paróquias e da eucaristia.

De facto, seis anos após a sua nomeação o bispo de Cabinda continua a ser rejeitado por um grupo de cristãos.

Filomeno Vieira Dias considerou que se trata de um falso problema porque "as decisões do papa são soberanas". Por isso, apelou aos contestatários a regressarem para as suas paróquias e a viverem em comunhão com o bispo.

Apesar do esforço para a reconciliação dos fiéis a crise na igreja de Cabinda agudizou-se com a expulsão de três grandes figuras do clero do enclave.

O afastamento do antigo vigário-geral da diocese, Raul Tati, e dos padres Jorge Casimiro Congo e Alexandre Pambo azedou com efeito a situação.

Filomeno Vieira Dias rejeitou entretanto as acusações de ter influenciado o afastamento dos três sacerdotes. Tanto quanto sei, disse ele, “a decisão foi tomada pelo papa e as decisões da máxima hierarquia da igreja devem ser acatadas por todos os fiéis".

Questionado sobre a dimensão política e social do congresso eucarístico da diocese que se vai realizar no próximo mês, Filomeno Vieira Dias disse estar preocupado com a pacificação de Cabinda.

Contudo,disse, a Igreja Católica não vai assumir um protagonismo de facilitador de diálogo entre a FLEC e o governo tal como a conferência episcopal de Angola e S.Tomé fez em algumas ocasiões da guerra civil entre o governo angolano e a UNITA.

O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Filomeno Vieira Dias nem o Santo Padre nao podem afastar os Padres de Cabinda
01.06.2012 11:13
Os Padres Congo, PAMBO e Raul sao padres de JESUS CRISTO e do povo de Cabinda so esses que podem os afastarem

Comandante Ferido


por: Filomeno Vieira Dias nem o Santo Padre nao podem afastar os Padres de Cabinda
01.06.2012 11:13
Os Padres Congo, PAMBO e Raul sao padres de JESUS CRISTO e do povo de Cabinda so esses que podem os afastarem

Comandante Ferido


por: Anónimo
10.05.2012 06:33
SR. Bispo! Se diz que a decisão do afastamento dos sacerdotes é do papa, será que é o papa que veio à Cabinda saber quem são esses sacerdotes para os expulsar? Vai enganando os homens, a Deus tu não podes enganar. E não penses que a sua capa não será despida um dia. Aguarde a vergonha que te espera, senhor lobo com pelo de ovelha.


por: Osvaldo Franque Buela
09.05.2012 15:18
A FLEC nunca pediu e nao ira pedir a facilitaçao do Bispo de Cabinda no coflito em Cabinda por nao ter capacidade espirituais e morais de resolver um conflito tao complexo,se na propria igreja que dirige nao consegue encontrar soluçao e reconciliar-se com os seus crentes , como pode ele facilitar o fim deste conflito?

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 18 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
18.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Mais Vídeos