sábado, 01 novembro, 2014. 06:42 UTC

Notícias / Angola

Mulheres trabalhadoras prejudicadas por politica governamental - Bloco Democrático

Sistema de"clientelismo" prejudica trabalhadores, diz Palmira Africano

x
Manuel José
O governo angolano foi criticado por seguir politicas de “clientelismo” e ter falhado em combater a discriminação contra a mulher.





As críticas surgiram numa mesa redonda do braço feminino do Bloco Democrático sobre a situação da mulher em Angola que concluiu que a inserção da mulher na sociedade é ainda bastante delicada.

Palmira Africano, membro do Conselho nacional do Bloco Democrático, fez notar que para a maioria das mulheres trabalhadoras angolanas  não há tempo para cuidar das crianças.

Por exemplo as mães deixam as crianças de manhã cedo, praticamente escuro e voltam também à noite,” disse acrescentando que por isso essas mães “não têm tempo de educar essas crianças”.

Essa situação, segundo a responsável do BD tem muito a ver com o sistema implantado pelo regime no poder em Angola.

“Criaram um sistema de clientelismo e troca de favores pelo qual quem não alinha, não tem direito a nada,” acrescentou Palmira Africano para quem “os ricos estão com mais poder e mais riqueza e os pobres, o povo está cada vez oprimido, reprimido mais explorado e mais pobre”.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: eme de: ndalatando
04.12.2012 10:04
Em angola nao hà ricos porque o conceito de riqueza exige tambèm o conceito de honestidade. Em angola sò temos gatunos porque tudo o que se tem a mais è fruto de um roubo feito aos direitos do povo angolano. Em 1975 eramos todos pobres, como è possivel ver hoje alguns angolanos ligados ao poder a ostentarem fundos e mundos ? Que trabalham fizeram para ganharem tudo isto ? Todos os que exibem riquezas, exibem a sua gatunice e no futuro serà facili localizarmos os destinos das nossas riquezas ja que os mesmos fazem jà a sua autodenuncia.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambiquei
X
31.10.2014 18:08
Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambique

Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Mais Vídeos