sábado, 01 novembro, 2014. 09:38 UTC

Notícias / Angola

Surto de cólera na cidade do Uíge

Três pessoas já morreram e cerca de 150 deram entrada no hospital provincial durante os últimos dias.

Hospital Provincial do Uíge
Hospital Provincial do Uíge
No Uíge aumentam as vítimas de cólera, doença que arrasa a cidade capital da província, três pessoas já morreram e cerca de 150 deram entrada no hospital provincial durante os últimos dias.

As autoridades sanitárias apontam que maior parte da população contaminada, são proveniente das periferias da cidade capital, onde a água para o consumo é extraída em poços, vulgo “cacimbas”, e com o saneamento básico menos cuidado, constituindo a principal causa do alastramento da epidemia.

O director provincial da Saúde, Benji Mouco Henrique, apelou aos munícipes no sentido de observarem a higiene individual e colectiva e desinfectar a água para o consumo doméstico, como medidas urgentes para impedir a propagação da doença:

“Que se observe a higiene tanto individual como colectiva, por forma a se poder evitar a propagação da doença, por que a cólera é uma doença provocada por má conservação no saneamento básico, sobretudo a falta de água potável, no caso específico da cidade do
Uíge, por falta de água potável em algumas áreas a população socorre-se das cacimbas”, referiu:

“E por consequência as cacimbas localizam-se nas baixas, onde as águas das chuvas correm passando pelas latrinas e lixeiras, e todas estas impurezas aglomeram-se nas cacimbas onde a população tira água para o consumo, uma vez que se esta água não for tratada, provoca estes surtos”, disse.

Saúde da população da cidade capital da província do Uíge, está em ameaça, tudo porque o vibrião colérico soma e segue, impulsionado pela falta de água potável, e higiene colectiva, alertam as autoridades sanitárias da província.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambiquei
X
31.10.2014 18:08
Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambique

Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Mais Vídeos