sexta-feira, 31 outubro, 2014. 22:03 UTC

Notícias / Angola

Polícia usa cães para forçar o fim da greve na Angola Telecom

Grevistas dizem que as autoridades estão confundir um movimento social com a manifestação política

Estátua de Agostinho Neto, Praça da Independência, em Luanda (VOA / Alexandre Neto)
Estátua de Agostinho Neto, Praça da Independência, em Luanda (VOA / Alexandre Neto)

Multimédia

Áudio
  • Luanda: Polícia recorre a cães para dispersar grevistas

Venâncio Rodrigues
A Polícia angolana usou cães e outros meios de intimidação para tentar dispersar os trabalhadores da empresa pública, Angola Telecom, que entraram em greve na manhã desta quinta-feira.

A denúncia foi feita, por um dos grevistas, em declarações à Voz da América.

“Eu nunca vi o que está a acontecer aqui. Estão a confundir uma greve com manifestação política. Nós só estamos aqui a reivindicar os nossos direitos e é estranho que tragam para aqui cães para nos intimidar”, disse.

No epicentro da greve está uma velha reivindicação de aumento dos ordenados da maioria dos trabalhadores.

Os grevistas dizem-se agastados com a disparidades entre os salários que auferem os membros da administração e dos trabalhadores de base.

A direcção da empresa já disse que a greve é ilegal por não ter sido precedida da apresentação de um caderno reivindicativo, argumento que os grevistas desmentem.

A fonte explicou que a comissão sindical criou um serviço de piquete permanente para garantir o funcionamento mínimo das redes de telefonia móvel e fixa assim como da Internet.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Jose Justo de: lobito-benguela
04.12.2012 08:39
Apoliçia tem muito trabalho,enves de ajudar a prejudicar a soçiedade devia é manter a ordem e trancuilidade,terminar com a violençia a tonto crime nesta angola para se resolver,ate hoje o salario minimo est a baixo de 20 mil kwanzas não se aseita, isto não corresponde com o lema do governo ´´produzir mas e distribuir melhor´´ cad?


por: Xin Han de: Sumbe
13.11.2012 09:29
Nao acredito que este acto mereca repressao. So estamos a reivindicar o que nos tem sido roubado ha muito tempo.Salarios baixos para aqueles que dao o seu maximo para esta empresa estar firme, e super altos para os dirigentes. No ano passado cortaram os subsidios de natal e ninguem se pronunciou sobre a sua possivel retribuicao neste ano em dobro. Taosomente se esta a falar de aumento e outras regalias que ate ja deviam estar em vigor desde a ultima greve em que sobraram promessas de que ate abril deste ano estariam em condicoes de arrancar com a nova restruturacao da AT, o que ate agora nao passa de FAKE. Estamos no final do ano e ainda nada esta resolvido. PORQUE NAO APOIAM A GREVE DE QUEM DA TUDO E NAO RECEBE NADA????Isto nao e assunto de policia nem politica, e uma questao de direitos violados...


por: Emenegildo Zua de: Luanda- Palanca
08.11.2012 21:08
é vergonhoso o que a policia fez. isto é uma greve social de pessoas honestas e pecificas que reclamam do que falta em suas cozinhas. e estes Idiotas que se dizem policia, deviam no minimo protejer os grevistas e não intimida-nos. porque quem ganha quase 20000usd, até tem proteção policias. esta não é a angola que eu fui votar no dia 31 de agotso do 2012. Produzir mais e destribuir melhor... foi o lema do governo actual.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambiquei
X
31.10.2014 18:08
Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambique

Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Mais Vídeos