quinta-feira, 23 outubro, 2014. 08:39 UTC

Notícias / Angola

Angola: Lei da imprensa continua a gerar polémica

Muitos sectores consideram que a legislação em vigor contém alguns aspectos polémicos e questionáveis.

UNITA promete levar de novo à Assembleia Nacional a questão da lei da imprensa
UNITA promete levar de novo à Assembleia Nacional a questão da lei da imprensa
Arão Ndipa
As preocupações sobre o conteúdo da actual lei da imprensa angolana voltam a constar da agenda dos partidos políticos e da sociedade civil.

Em causa a falta de regulamentação passados 6 anos sobre a sua aprovação.
Tanto a UNITA como o sindicato dos jornalistas angolanos consideram que a legislação sobre a lei da imprensa em vigor contém alguns aspectos polémicos e questionáveis.

Para o efeito defendem a urgência da sua regulamentação para se adequar à conjuntura actual.


A UNITA promete um novo debate sobre a lei da imprensa na Assembleia Nacional e junto das associações da classe porque entende que o conteúdo da actual lei não está adequado aos desafios que o país enfrenta.

Por outro lado, o maior partido da oposição angolana diz que vai questionar o executivo para esclarecer as causas da não-regulamentação da lei da imprensa.

De acordo com a liderança da UNITA, a falta de vontade política do governo justifica esta situação.

A UNITA queixa-se assim de que a liberdade da imprensa em Angola continua a registar muitos atropelos.

Por seu lado, também o sindicato dos jornalistas angolanos se mostra preocupado com o silêncio das autoridades angolanas sobre o assunto e constata que a comunicação social no país carece de regulamentação urgente.

Para nos falar sobre o assunto, ouvimos o secretário-geral da UNITA, Victorino Nhany e o porta-voz do sindicato dos jornalistas, Teixeira Cândido.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Paulo Brijonev de: Luanda-Angola
04.12.2012 07:28
Nos tempos odiernos, a mídia / ou a Comunicação Social são um instrumento muito importante para a normalização da vida em comum, da garantia do direito de informar e ser informado dos cidadãos e são em si mesmo um barómetro da situação da Democracia em qualquer estado, uma Comunicação Social forte, livre e independente que qualquer poder, seja político, judicial ou seja de qualquer ídole é logicamente sinónimo de democracia Forte. è necessário que as pessoas sejam livres de escolher o que ouvir, lêr e ver e para que tal desiderato seja conseguido em Angola é condição sine quan non que haja uma lei( embora eu acredite que para exercer Jornalismo não precisamos de Lei nenhuma) e que esta deve ser regulamentada, por forma a balizar a actividade jornalístico, e se bem me lembro, após a aprovação da lei são necessários apenas 90 dias para a sua regulamentação, tempo esse extravazado, seja nas anteriores leis de imprensa, seja no actual pacote fortemente publicitado nas vépera do seu tempero!
Porém, acredito fielmente que a não regulamentação da Lei de Imprensa em Angola, não passa de um plano bem alinhavado por pessoas interessadas em inviabilizar, o processo democrático no país e sabem que pretendem dominar e manietar a mídia e os comunicadores, para salvanguardar os seus interesses políticos sociais e sobretudo económicos. por isso todos aqueles que não se revêm nessas políticas( fantasmagógicas), são perceguidos, ameaçados e vezes sem conta chamados a responder processos sobre difamação, calúnia, danos morais, etc, etc. não é atoa que um jornalista e amigo pessoal em plena jornadas científica de Comunicação Social da Faculdade de Ciências Sociais da Universidade Agostinho Neto, colocou a seguinte questão a um prelector " Não acha estranho que todos jornalistas chamados a responder processo, seja da imprensa privada?". Eis a reflexão!


por: Valentim de: Benguela
01.12.2012 11:32
É preciso que os Políticos lutem para que isto tenha éditos.
Em Angola tudo requer paciência e pressão.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Mãe Trabalhadora - trailler do filmei
X
22.10.2014 18:29
O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola e os órfãos da Serra Leoa

Centenas de crianças ficaram órfãos na Serra Leoa devido ao surto do vírus do Ébola, são vítimas do estigma e da rejeição. Os familiares não querem saber deles. A Serra Leoa abriu o primeiro orfanato de vítimas do Ébola no distrito de Kailahun.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 21 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola: Um Poema para os Vivos

O filme da Chocolate Moose é uma animação desmistificando o Ébola, explicando a doença através do caso de um menino infectado. A VOA fez a dobragem do vídeo original na voz de Mayra de Lassalette. Saiba mais no link http://tinyurl.com/l7vgtjv
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Nascimentos na Libéria em tempos de Ébola

O hospital JFK na Libéria tinha encerrado a maternidade, devido ao Ébola, mas urge agora reabrir o serviço que já fez 93 partos desde que voltou a abrir
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 15 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Mais Vídeos