segunda-feira, 28 julho, 2014. 04:13 UTC

Notícias / Angola

Lei de Imprensa angolana aguarda pela sua regulamentação há seis anos

A UNITA vai questionar na Assembleia Nacional os motivos da não regulamentação da Lei de Imprensa.

Jornais angolanos
Jornais angolanos
Manuel José
A UNITA mostra-se preocupada com o actual estado da comunicação social em Angola. É assim que o presidente Isaías Samakuva orientou a sua bancada parlamentar a questionar na Assembleia Nacional os motivos da não regulamentação da Lei de Imprensa aprovada há seis anos.

“A lei de imprensa deve ser regulamentada, é altura de exigir que seja regulamentada”.

Orientação acatada pelos deputados do grupo parlamentar da UNITA. Adalberto da Costa Júnior deplora o facto da comunicação social estar totalmente nas mãos do executivo angolano:

“Temos uma comunicação social absolutamente controlada”.

Uma atitude do partido que governa Angola totalmente reprovável na óptica do parlamentar dos “maninhos”:

“Este partido de regime que controla por exclusividade naquilo que devia ser propriedade de todos nós”.

O chefe da bancada parlamentar da UNITA, o jornalista Raúl Danda diz, existir no país uma estratégia para impedir que os angolanos de todo território acompanhem as informações reais sobre Angola:

“Porque é que as pessoas não podem ouvir a Rádio Despertar noutras localidades? Porque que é que a Rádio Ecclesia, muito mais antiga que a Rádio Nacional não pode ser ouvida em todo país?

Outra jornalista, Suzana Mendes, pensa que a crescente concentração de títulos da comunicação nas mãos das mesmas pessoas não ajuda nada a liberdade de imprensa:
“Apesar do aumento do número de órgãos de comunicação social notamos que a maioria continua concentrada nos mesmos grupos, isto é preocupante”.

Já a analista política Alexandra Simeão reprova o facto da Rádio Ecclesia e outras que promovem o contraditório só se escutarem em Luanda:

“Não há nenhuma razão para que o contraditório não seja feito e não chegue onde quer que seja e que de facto já não se justifica que não seja estendido a todas as províncias e que seja o cidadão a escolher qual a rádio que quer ouvir”.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Mamografias 3D revolucionam detecção do cancro da mamai
X
25.07.2014 18:44
Durante anos as mamografias desempenharam um papel vital na detecção do cancro da mama. Mas nem sempre conseguem identificar tumores perigosos. A tecnologia a três dimensões pode revolucionar a triagem e salvar vidas
Vídeo

Vídeo Mamografias 3D revolucionam detecção do cancro da mama

Durante anos as mamografias desempenharam um papel vital na detecção do cancro da mama. Mas nem sempre conseguem identificar tumores perigosos. A tecnologia a três dimensões pode revolucionar a triagem e salvar vidas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 25 Julho 2014

Os títulos que encerraram a semana no continente africano. Dos ataques do Boko Haram à expansão do vírus do ébola
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 24 Julho 2014

Os principais acontecimentos que marcam a actualidade americana na penúltima semana do mês de Julho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Julho 2014

Os principais títulos que marcam a actualidade de África nesta Quinta-feira
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Julho 2014

Os principais títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Julho 2014

Os principais acontecimentos de 22 de Julho no continente africano
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 17 Julho 2014

Os principais acontecimentos que marcaram a actualidade desta Quinta-feira
Mais Vídeos