segunda-feira, 08 fevereiro, 2016. 12:16 UTC

    Notícias / Angola

    Lei de Imprensa angolana aguarda pela sua regulamentação há seis anos

    A UNITA vai questionar na Assembleia Nacional os motivos da não regulamentação da Lei de Imprensa.

    Jornais angolanos
    Jornais angolanos
    Manuel José
    A UNITA mostra-se preocupada com o actual estado da comunicação social em Angola. É assim que o presidente Isaías Samakuva orientou a sua bancada parlamentar a questionar na Assembleia Nacional os motivos da não regulamentação da Lei de Imprensa aprovada há seis anos.

    “A lei de imprensa deve ser regulamentada, é altura de exigir que seja regulamentada”.

    Orientação acatada pelos deputados do grupo parlamentar da UNITA. Adalberto da Costa Júnior deplora o facto da comunicação social estar totalmente nas mãos do executivo angolano:

    “Temos uma comunicação social absolutamente controlada”.

    Uma atitude do partido que governa Angola totalmente reprovável na óptica do parlamentar dos “maninhos”:

    “Este partido de regime que controla por exclusividade naquilo que devia ser propriedade de todos nós”.

    O chefe da bancada parlamentar da UNITA, o jornalista Raúl Danda diz, existir no país uma estratégia para impedir que os angolanos de todo território acompanhem as informações reais sobre Angola:

    “Porque é que as pessoas não podem ouvir a Rádio Despertar noutras localidades? Porque que é que a Rádio Ecclesia, muito mais antiga que a Rádio Nacional não pode ser ouvida em todo país?

    Outra jornalista, Suzana Mendes, pensa que a crescente concentração de títulos da comunicação nas mãos das mesmas pessoas não ajuda nada a liberdade de imprensa:
    “Apesar do aumento do número de órgãos de comunicação social notamos que a maioria continua concentrada nos mesmos grupos, isto é preocupante”.

    Já a analista política Alexandra Simeão reprova o facto da Rádio Ecclesia e outras que promovem o contraditório só se escutarem em Luanda:

    “Não há nenhuma razão para que o contraditório não seja feito e não chegue onde quer que seja e que de facto já não se justifica que não seja estendido a todas as províncias e que seja o cidadão a escolher qual a rádio que quer ouvir”.
    O forúm foi encerrado
    Comentários
         
    Năo existem comentários. Seja o primeiro

    Siga-nos

    Rádio

    AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

    Sexta 16:30 - 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sexta-feira 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

    Os Nossos Vídeos

    Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
    Acesso à Internet em Maputo: Mulheres vs Homens - Que soluções?i
    || 0:00:00
    ...  
     
    X
    07.02.2016 06:49
    Fernanda Lobato aponta as dificuldades que as mulheres moçambicanas enfrentam no acesso à tecnologia, à saúde, a bens essenciais
    Vídeo

    Vídeo Acesso à Internet em Maputo: Mulheres vs Homens - Que soluções?

    Fernanda Lobato aponta as dificuldades que as mulheres moçambicanas enfrentam no acesso à tecnologia, à saúde, a bens essenciais
    Vídeo

    Vídeo Filhos de Jonas Savimbi levam empresa de jogo Call of Duty a tribunal

    Em causa está um milhão de dólares de indemnização por danos morais Entrevista dada à AFP
    Vídeo

    Vídeo Como Chegar à Casa Branca II

    O caminho para a Casa Branca depende de muitos factores Um deles é sem dúvida o financiamento - quanto mais dinheiro tiver, melhor para o candidato Este é o 2º vídeo que explica como decorre a campanha presidencial nos Estados Unidos até ao dia da eleição do Presidente
    Mais Vídeos