terça-feira, 27 janeiro, 2015. 16:51 UTC

Notícias / Angola

Angola assinala nascimento de Agostinho Neto

Em Malanje há iniciativa para transformar em museu casa onde Neto viveu e o hospital onde trabalhou.

Placa na casa habitada por Agostinho Neto, entre 1944 e 1945, em Malanje (VOA / Isaías Soares)
Placa na casa habitada por Agostinho Neto, entre 1944 e 1945, em Malanje (VOA / Isaías Soares)
Isaías Soares
Em Malanje habitantes da Rua 15 de Agosto querem que a casa onde viveu o primeiro presidente do país, Agostinho Neto, seja transformada em museu.

Angola assinalou segunda-feira a data de nascimento de Neto e o monumento onde estão os restos mortais do primeiro Presidente de Angola, falecido em 1979, foi naugurado em Luanda, em cerimónia presidida pelo chefe de Estado José Eduardo dos Santos.

A inauguração deu-se no dia de nascimento de Agostinho Neto há 90 anos em Kaxicane, região de Icolo e Bengo, na província de Luanda, e morreu a 10 de Setembro de 1979, em Moscovo, vítima de doença.

Em Malanje entretanto há também uma iniciativa para recordar Agostinho Neto que viveu nessa cidade na  rua 15 de Agosto entre 1944 a 1945.

Domingos Armando escolheu a rua 15 de Agosto para estar próximo da residência onde habitou António Agostinho Neto.
A casa onde Agostinho Neto viveu, nos anos 40, em Malanje, necessita de obras de conservação (VOA / Isaías Soares)A casa onde Agostinho Neto viveu, nos anos 40, em Malanje, necessita de obras de conservação (VOA / Isaías Soares)
x
A casa onde Agostinho Neto viveu, nos anos 40, em Malanje, necessita de obras de conservação (VOA / Isaías Soares)
A casa onde Agostinho Neto viveu, nos anos 40, em Malanje, necessita de obras de conservação (VOA / Isaías Soares)

“Eu sou morador aqui há 20 anos, aqui na rua 15 de Agosto e já ouvia a falar desta zona e, por causa da fama que a rua tinha preferi viver neste bairro mesmo”, defendeu, continuou afirmando que “viveu aqui na casa ao lado da minha que agora denominamos museu de Agostinho Neto”.

Agostinho Neto no referido período trabalhou no Hospital local. E a população desta parcela defende que o edifício deverá também ser transformado em museu ou património nacional.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: nobody de: Luanda
18.09.2012 10:45
A intenção é boa, desde que se ponha em prática. Ver para crer.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 26 Janeiro 2015i
|| 0:00:00
...  
🔇
X
26.01.2015 19:54
As imagens das noticias africanas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 26 Janeiro 2015

As imagens das noticias africanas
Vídeo

Vídeo Prisioneiros do Quenia Batalha pela reintegração

Depois de ter estado na prisao é difícil encontrar trabalho e ser aceite na cidade. Um grupo de ex-presos em Nairobi querem provar que ha vida depois do crime. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Vacinas para o Ebola

A pior crise do Ebola na historia do mundo entrou no segundo ano. Os cientistas estao a desenvolver uma vacina contra este virus mortal. (Janeiro 2015)
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Janeiro 2015

As imagens das noticias de Africa
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Janeiro 2015

As imagens das noticias africanas
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 21 Janeiro 2015

Imagens noticiosas afrcianas
Vídeo

Vídeo American Sniper: A história de um atirador americano que matou mais de 160 pessoas

Nomeado para o Oscar de Melhor Drama, o filme de Clint Eastwood baseia-se na história real de Chris Kyle, um oficial da Marinha americana que serviu no Iraque por quatro vezes como atirador profissional. O filme explora o efeito da guerra na psique humana
Mais Vídeos