quinta-feira, 31 julho, 2014. 23:39 UTC

Notícias / Angola

Angola suspende IURD - Igreja Universal do Reino de Deus

Organização religiosa será alvo de procedimentos criminais, devido aos incidentes da noite de passagem de ano

Redacção VOA
— As autoridades angolanas suspenderam as actividades da Igreja Universal do Reino de Deus (IURD) e interditaram os cultos e demais actividades de outras seis igrejas evangélicas, não legalizadas.

A suspensão das actividades da IURD é uma das conclusões da Comissão de Inquérito nomeada pelo Presidente José Eduardo dos Santos, na sequência da morte de 16 pessoas, por asfixia e esmagamento, no passado dia 31 de Dezembro, na capital angolana.

O culto, denominado "Vigília do Dia do Fim", concentrou dezenas de milhares de pessoas que ultrapassaram, em muito, a lotação autorizada do Estádio da Cidadela.

No comunicado anuncia-se ainda que a Procuradoria-Geral da República vai aprofundar as investigações e a consequente responsabilização civil e criminal dos responsáveis pelos incidentes.

O comunicado do governo acusa a IURD de ter disponibilizado, apenas 100 pessoas, sem preparação devida, para dar assistência aos mais de 150 mil que acorreram a uma vigilia, no estadio da Cidadela, que apenas tem caoacidade para 30 mil.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: joao antonio de: lobito
06.02.2013 09:00
o fim do mundo serà a transformaçâo dos espiritos deus tirarà o dom de raciocinio a todos os opressores,batuqueiros,banhistas,ocultitas e assassinos que para a manuntençâo do poder material tornaram-se ateus convictos e inveterados e jà é visivel tal acontecimento eles è que nâo estão a ver


por: José António de Carvalho de: Cabinda
05.02.2013 14:11
Escutava algumas reacções no voa de alguns opositores do executivo, reprovando essa medida, mas eu não concordo com os seus comentários. Temos um governo corrupto e autoritário, isto todos já sabemos. Mas a medida tomada para com a igreja universal e as demais de origem brasileira é bem vinda. Embora haja liberdade de crença, será que mesmo que uma igreja esteja a matar pessoas e como se viu algumas a sacrificarem crianças acusadas de feiticeiros, o governo não pode agir porque existe liberdade de crença. Senhores, saibam criticar para não caírem no descrédito. Estas igrejas deviam estar encerradas para sempre. Até agora não se aperceberam que elas só têm a finalidade de ganhar dinheiro, desgraçando cada vez mais o angolano que já vive mal?

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos