sábado, 13 fevereiro, 2016. 06:58 UTC

    Notícias / Angola

    Greves em Portugal dificultam abastecimento natalício no Lubango

    As greves nos serviços portuários portugueses estão a colocar em causa o abastecimento em bens indispensáveis para a quadra festiva na cidade do Lubango.

     Vista da cidade do Lubango
    Vista da cidade do Lubango
    Teodoro Albano
    As greves que vão afectando os serviços portuários portugueses estão a colocar em causa o abastecimento em bens indispensáveis para a quadra festiva na cidade do Lubango.

    O director comercial das Organizações Miguel Neto, Fernando António, disse que o principal fornecedor da sua rede de supermercados é Portugal, mas espera ter antes do Natal bens à disposição dos consumidores:

    “ Estamos com atraso na nossa mercadoria propriamente para o Natal e estamos a fazer de tudo para ver se de facto consigamos ter as coisas aqui até antes do dia 22”.

    Vieira Dias, do grupo Marivel, também experimenta as mesmas dificuldades. O difícil mercado interno é a alternativa segundo o empresário:

    “ Já temos duas viaturas em Luanda esta semana a fazer algumas recolhas destes mimos para ver se até dia 20 nós temos aqui alguma coisa para satisfazer a população”.

    Teresa Sónia foi uma das vítimas da ausência de alguns produtos mais procurados durante a quadra festiva:

    “ Vinha ver se tinham bacalhau e ainda não encontrei”.

    Para Deolinda, funcionária pública, os preços continuam altos e por isso é preciso contenção nos gastos:

    “ Não é preciso gastar tanto porque um funcionário público não deve gastar além daquilo que ganha”.

    O Instituto de Defesa do Consumidor em parceria com a Polícia Económica e a Inspecção do Comércio estão atentos à qualidade e à especulação de preço dos bens essenciais:
    “ Estamos a fiscalizar para vermos como é que estamos em questões de preços para vermos em questões de qualidade dos bens alimentares que naturalmente estão colocados nesta altura à disposição de todos os consumidores”.

    Era Bárbara Coutinho, do Instituto de Defesa do Consumidor na Huíla.
    O forúm foi encerrado
    Comentários
         
    Năo existem comentários. Seja o primeiro

    Siga-nos

    Rádio

    AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

    Sexta 16:30 - 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sexta-feira 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

    Os Nossos Vídeos

    Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
    Manchetes Mundo 12 Fevereiro 2016i
    X
    12.02.2016 19:48
    Mais Vídeos