domingo, 14 fevereiro, 2016. 05:49 UTC

    Notícias / Angola

    Juventude da FNLA prefere Ngola Kabangu

    O Conselho Nacional da Juventude, órgão de consulta da JFNLA (Juventude da Frente Nacional de Libertação de Angola) reúne-se este mês na província do Huambo para analisar a vida interna da organização e apoiar Ngola Kabangu.

    Ngola Kabangu
    Ngola Kabangu
    Isaías Soares
    O Conselho Nacional da Juventude, órgão de consulta da JFNLA (Juventude da Frente Nacional de Libertação de Angola) reúne-se este mês na província do Huambo para analisar a vida interna da organização e apoiar Ngola Kabangu.

    O secretário-geral da JFNLA, Daniel António Afonso, que esteve recentemente em Malanje, no quadro de um projecto denominado “Pintar Angola” , abrangente a todo o país, disse que o mesmo visa igualmente saudar os 50 anos de existência da organização a serem assinalados a 2 de Janeiro de 2013, coincidente com o nascimento do fundador do partido Holden  Roberto.

    “Celebrar os 50 anos de transição de JUPA para JFNLA, vamos reunir o Conselho Nacional da Juventude, que é o órgão estratégico da JFNLA, entretanto, para se tratar a questão interna da FNLA que certamente evoluiu com o acórdão 109, que foi proferido pelo Tribunal Constitucional” disse, mas justificando que o mesmo foi contraposto “através de um recurso extraordinário de revisão através do Tribunal Supremo pelo plenário”.

    O jovem político que realiza uma digressão pelo interior garantiu que no planalto central os membros participantes do conclave vão redigir uma missiva que será encaminhada ao presidente José Eduardo dos Santos para convocar uma reunião de reflexão de âmbito nacional para clarificar quem são os heróis nacionais.

    “Um encontro de concertação nacional que certamente visa propormos a valorização dos grandes líderes de libertação, refiro-me ao irmão Holden Roberto, uma figura muito importante, refiro-me também a Jonas Malheiro Savimbe e quem não também, a Agostinho Neto”, clarificou Daniel António Afonso.

    Segundo ele, “as lideranças passam, os poderes passam e nós estamos convictos de que o MPLA não irá continuar para sempre ou terá um poder eterno, é daí que amanhã sai do poder queremos que a história política de Angola seja continuada, seja duradoira”, alegando que “somos irmãos e vamos, certamente, propor que a gente sente e concerte”.

    Zaire, Bié e Huambo são as regiões percorridas pelo número um da JFNLA que pretende uma maior cooperação entre as diferentes forças políticas para o bem-estar dos angolanos.

    Em Malanje ainda continuam a funcionar duas lideranças da Frente Nacional de Libertação de Angola, causa que levou a organização a quedar-se pelo quinto lugar nas eleições gerais de 31 de Agosto deste ano, vencidas pelo MPLA.
    O forúm foi encerrado
    Comentários
         
    Năo existem comentários. Seja o primeiro

    Siga-nos

    Rádio

    AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

    Sexta 16:30 - 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sexta-feira 17:30 UTC
     

    AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

    Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

    Os Nossos Vídeos

    Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
    Passadeira Vermelha #53: Kanye West, Taylor Swift, Kim Kardashian, Taraji P Hensoni
    X
    13.02.2016 08:18
    Kanye West continua na boca do povo Aplicação móvel de Taylor Swift partilha algo com Kim Kardashian Taraji P Henson confunde Coldplay com Maroon 5
    Mais Vídeos