segunda-feira, 21 abril, 2014. 04:33 UTC

Notícias / Angola

Luanda preocupada com situação no leste do Congo

Os rebeldes do M23 continuam a avançar na região do Kivu Norte depois da ocupação de Goma.

Tamanho das letras - +
Venâncio Rodrigues
O governo angolano condenou esta quarta-feira, em comunicado, a violência na República Democrática do Congo, afirmando que tal situação coloca em perigo a paz, a estabilidade e a segurança regionais, em particular na região dos Grandes Lagos.
 
Luanda diz acompanhar a situação no leste da RDC com muita preocupação e muito particularmente,  na região do Kivu Norte, que resultou na ocupação da cidade de Goma pelos rebeldes do M23.


O governo de Angola considera tais ações como sendo incompatíveis com o princípio da resolução pacífica dos conflitos e defende que a soberania e integridade territorial da República Democrática do Congo devem ser respeitadas e preservadas.
 
No  comunicado de imprensa, o governo angolano apela às instâncias internacionais, em especial ao Conselho de Paz e Segurança da União Africana e ao Conselho de Segurança das Nações Unidas para que tomem as medidas apropriadas que visem acabar com a ação dos rebeldes.  
 
O comunicado do governo foi publicado momentos depois de ter  estado na  capital angolana  o enviado do   presidente congolês, Joseph Kabila onde se encontrou com o chefe de estado angolano, José Eduardo dos Santos.  

Antoine Ghonda, disse  aos jornalistas que tinha como missão informar as autoridades angolanas sobre a situação militar no seu país, que considerou “muito difícil”.
 
“É uma rebelião sustentada por países vizinhos, Ruanda e Uganda, e, por isso, o Presidente Kabila está em Kampala, para conversar diretamente com os apoiantes da rebelião”.
 
Entretanto a UNITA considera que o governo angolano não pode exigir a resolução pacífica de outros conflitos quando estimula  a  violência no seu próprio país, segundo declarações à Voz da América  do deputado Raul Danda.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: joao antonio de: lobito
23.11.2012 11:07
quem tudo quer tudo perde porque as tropas kabilista estao desmotivadas e anda mal pagas e alimentadas o que reflecte a incapacidade do topo em mostrar inteligencia na governacao para que este estado selvagem e cronico de gestao corruptiva de governacao em africa e na rdc e a imagem real do cauchemar infinito daqueles que comecaram mal e estao a acabar mal eu aconselho os seus conselheiros a rederm'se as evidencias e comecarem a pensar e agir democraticamente para que os homens abandonem as armas e as susbestituam por instrumentos de trabalho e dignidade

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Africanas 18 de Abrili
|| 0:00:00
...
 
🔇
X
18.04.2014
Vídeo

Vídeo "Temos muitos problemas na Guiné-Bissau", Abel Incada, candidato presidencial

Os guineenses foram às urnas a 13 de Abril e estão expectantes num novo Governo de paz e estável
Vídeo

Vídeo África do Sul vai a votos a 7 de Maio

Na África do Sul, o ANC está em campanha difícil para segurar o seu domínio no Limpopo, onde ganhou 85 por cento dos votos em 2009.
Vídeo

Vídeo Pistorius está no banco dos réus e a acusação tem sido dura

Os acusadores tentaram descrever o atleta sul-africano Oscar Pistorius como egoísta e abusivo durante o segundo dia de interrogatório no seu julgamento por homicídio.
Mais Vídeos