sábado, 30 maio, 2015. 20:27 UTC

Notícias / Angola

Angola: Orçamento difícil de fiscalizar pelo cidadão comum

Fernando Pacheco disse que o Governo não informa a sociedade sobre como as dotações orçamentais são aplicadas.

Kwanzas angolanos
Kwanzas angolanos
Venâncio Rodrigues
O coordenador do Observatório Político e Social de Angola (OPSA), engenheiro Fernando Pacheco disse ser muito difícil fiscalizar o Orçamento Geral do Estado (OGE) por parte de organizações independentes porque o Governo não informa à sociedade a forma como as dotações orçamentais são aplicadas.

“O mais grave é que o Governo publica o Orçamento no “Diário da República” mas depois nunca sai o cumprimento”, disse.

O responsável cívico diz que o Governo devia também definir as prioridades e os critérios a utilizar na aplicação de fundos públicos.

Para mais pormenores escute a reportagem clicando na ligaçao abaixo.

O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Qui 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sexta-feira 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Passadeira Vermelha #17: Sylvester Stallone em Bollywood e Johnny Depp preso por ter cãoi
X
30.05.2015 07:11
Emily Blunt "cascou" no festival de Cannes e saiba porquê que J Depp pode ser preso por 10 anos. Sylvester Stallone também tem novidades para nós. Confira o vídeo!
Vídeo

Vídeo Passadeira Vermelha #17: Sylvester Stallone em Bollywood e Johnny Depp preso por ter cão

Emily Blunt "cascou" no festival de Cannes e saiba porquê que J Depp pode ser preso por 10 anos. Sylvester Stallone também tem novidades para nós. Confira o vídeo!
Vídeo

Vídeo Sakala: "Huambo é caso para tribunal internacional; Cabinda devia ser região autónoma"

Alcides Sakala, porta-voz da UNITA, principal partido da oposição em Angola, fala do caso Kalupeteka (dezenas de pessoas morreram de forma misteriosa), considerando-o o ponto mais alto das violações dos direitos humanos. Cabinda por seu lado devia ser autónoma como a Madeira. Entrevista a 22 de Maio
Vídeo

Vídeo Protestos em Bujumbura

O ambiente em Bujumbura continua sob muita tensao. Hoje foi dia de protestos na capital do Burundi
Mais Vídeos