sexta-feira, 01 agosto, 2014. 11:51 UTC

Notícias / Angola

Artesanato angolano à beira do colapso

Artesãos angolanos estão a ser “tratados como enteados” pelo ministério da cultura, afirma a associação Aproarte.

Pedro Dias
Em Angola o artesanato tradicional está a passar por uma fase difícil dizem muitos dos artistas ligados ao sector.

Segundo afirmou à VOA, NLandu Job, o presidente da Aproarte, associação que congrega muitos dos artesãos angolanos, existe um “sentimento de revolta” entre aqueles que se dedicam a esta actividade.


De acordo com aquele responsável, os artesãos angolanos estão a ser “tratados como enteados” pelo ministério da cultura e afirma que as verbas dedicadas no orçamento geral do estado para a cultura não contemplam pura e simplesmente o artesanato.

Segundo o nosso interlocutor existe um esforço muito grande de alguns artistas para garantir a sobrevivência do rico artesanato angolano, salientando contudo que a falta de apoios governamentais já fez com que muitos deixassem aquele sector da actividade.

Os artesãos angolanos queixam-se ainda de que os responsáveis do ministério da cultura não fizeram sequer um levantamento dos artistas do sector e desconhecem quase inteiramente as suas actividades.

“Só falam connosco quando precisam de artesanato para decorar qualquer acto oficial”, desabafou um dos artistas ao microfone da VOA.
O forúm foi encerrado
Comentário
Comentários
     
por: Prof.Kiluange de: New york City-Manhattan
25.11.2012 19:23
À medida que nos aproximamos do final do ano, seria imperioso que o nosso parlamento convocasse a presença do sr. Manuel Domingos Vicente para tecer explicações detalhadas sobre o verdadeiro montante de investimentos da Sonangol agregados a China Sonangol International Holding Limited. Consta que, por exemplo, esta companhia foi criada em 2004 em Hong-Kong, com as seguintes percentagens: 70% pertencente à FIC (Fundo Internacional da China) e 30% à Sonangol. Manuel Vicente, ex-CEO da Sonangol,fazia parte do elenco Directivo da China Sonangol em conjunto com Lo Fong Hung e Veronica Fung. Esta última, presumível familia [esposa (?)] de Xu Jinghua [Sam Pa], e a sra.Hung é filha de um general Chinês. Contudo, o mais "assustante" é que a composição hierárquica do chamado grupo Queensway [ao qual pertencem a FIC e a China Sonangol] assemelha-se a uma autêntica máfia sedenta pelo enriquecimento ilícito, com a cumplicidade de altas figuras políticas nacionais e estrangeiras ou homens de negócios. Assim, a New Bright International, criada em 2003 com sede em Hong Kong, congrega a FIC e a China Sonangol. A New Bright também detém 70% das acções de uma outra empresa do sindicato – a Beiya International Development (ou Dayuan International Development Corporation), que por sua vez detém 99% do FIC. No entanto, através da sra. Veronica Fung , o sr. Xu Jinghua exerce o controle de 70% da empresa-mãe, New Bright International e o restante 30% pertence a sra. Lo Fong Hung. Xu Jinghua [Sam Pa] ,que frequentou com José Eduardo dos Santos uma Academia Soviética em Baku quatro décadas atrás, é o presidente – e tido como director invisível por muitas das entidades do grupo Queensway. Segundo o "The Economist", documentos da New Bright International, fornecidos por fontes confidenciais, confirmaram a informação recolhida minuciosamente pela Comissão de Revisão sobre Segurança e Economia China-Estados Unidos (2009), que alegou uma conexão entre o governo Chinês e FIC. O mais triste aqui é que os investimentos da Sonangol estão practicamente em mãos de piratas, e os senhores José Eduardo dos Santos e Manuel Domingos Vicente têm a obrigação moral de tornar público o paradeiro desses fundos.

Prof. Ngola Kiluange
Prof.Kiluangenyc@yahoo.com
Referencias:
1.) http://www.africanglobe.net/africa/ties-bind-china - angola -zimbabw e/
2.) http://www.theindependent.co.zw/2012/07/06/chiadzwa-diamond-fieldschinese-owned-firms-financing-cio-operations/
3.) http://www.economist.com/node/21525847Delete ReplyReply ForwardSpamMovePrint Actions NextPrevious


por: Haroldo Rego de: Rio de Janeiro
25.11.2012 09:28
Artesanato é atividade que dá dinheiro e emprego e merece atenção como tal.

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Ivan Collinson - Participante Yalii
X
31.07.2014 20:06
Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Ivan Collinson - Participante Yali

Ivan Collinson - Participante Yali. Veio de Moçambique e é director adjunto do registo académico da Universidade Eduardo Mondlane. Ivan sente-se mais africano depois de participar na Iniciativa Jovens Líderes Africanos nos EUA
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 31 Julho 2014

Câmara dos Representantes indicia processo contra Presidente Barack Obama
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31Julho 2014

Da propagação do vírus do ébola, aos ataques do Boko Haram. Os títulos que marcam a actualidade de África
Vídeo

Vídeo Cadija Mané - Participante Yali

Cadija Mané - Participante Yali. Veio da Guiné-Bissau, onde trabalha como coordenadora da Casa dos Direitos. Regressa para a Guiné com mais determinação e força de vontade para mudar as coisas
Vídeo

Vídeo Vilma Nhambi - Participante Yali

Vilma Nhambi - Participante Yali. Veio de Moçambique e tem um projecto com mulheres e adolescentes nas zonas rurais.
Vídeo

Vídeo Selma Neves - Participante Yali

Selma Neves - Participante Yali, veio de Cabo Verde. É Presidente da Incubadora, uma cooperativa de empoderamento de mulheres e fica por mais dois meses para um estágio em Nova Iorque
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 29 Julho 2014

Os principais assuntos que fazem a actualidade dos Estados Unidos da América, com Bruna Ladeira
Vídeo

Vídeo Majo Joseph - Participante Yali

Majo Joseph - Participante Yali veio de Moçambique e a sua área de acção é a sociedade civil e seu empoderamento
Vídeo

Vídeo Akiules Neto - Participante Yali

Akiules Neto - Participante Yali. Veio de Angola e a sua vida são os números
Mais Vídeos