sexta-feira, 31 outubro, 2014. 08:20 UTC

Notícias / Estados Unidos

Minorias derrotaram Romney - analista

Contente. Obama ao telefone depois de ter sido declarado vencedor das eleições
Contente. Obama ao telefone depois de ter sido declarado vencedor das eleições
João Santa Rita
Uma semana após as eleições americanas as análises ao que se passou continuam a ser ouvidas e lidas através do país




Bill Schneider, um conhecido analista político americano e professor na Universidade de George Mason nos arredores de Washington disse a jornalistas estrangeiros aqui baseados que a vitória de Obama foi na verdade uma vitória por uma margem muito reduzida de votos populares.

Na verdade Obama venceu com pouco mais de dois por cento de votos do que Romney.

Alguns analistas rejeitam no entanto uma analise muito concentrada no voto popular fazendo notar que  que as eleições americanas não são ganhas por voto popular directo mas sim estado estado que votam por delegados para um colégio eleitoral de acordo com a sua população.

Isso oleva a que os partidos se concentrem nos estados que lhes darão a vitoria no Colégio Eleitoral. Se houvesse eleições directas o Partido Democrático estaria a concentrar as suas atenções em estados como a Califórnia e Nova Yorque , que têm o maior número de população e  não no Ohio ou Wisconsin.

Bill Schneider disse que a grande surpresa foi no Senado onde o Partido Democrata aumentou a sua vantagem. Isso foi a grande surpresa agradável para os Democratas.

Mas diz ele o resultado das presidenciais é um indicativo claro de que o país permanece muito dividido. Barack Obama, disse ele, foi eleito com pouco mais de 50 por cento dos votos o que foi mais ou menos o mesmo  que levou o primeiro presidente Bush à presidência em 1984 e Bill Clinton em 1996.

“Os presidentes costumavam ser reeleitos por maiorias enormes, 58 ou 60 por cento mas os últimos três presidentes que foram reeleitos quase não conseguiram os 50 por cento,” disse Schneider para quem as grandes vitórias esmagadoras já não acontecem “porque o pais esta muito dividido”.

“O governo permanece dividido como estava antes das eleições com a câmara dos representantes controlada pelos Republicanos, o senado pelos Democratas e a Casa Branca pelos Democratas,” acrescentou.

Schneider fez ainda notar que o país está mais dividido do que há quatro anos atrás. Obama recebeu 91% de apoio de eleitores Democratas e apenas 7% de Republicanos a maior divisão jamais vista na história das eleições americanas, maior do que quando o presidente Bush foi reeleito em 2004 e muito maior do que quando  Bill Clinton foi reeleito mesmo depois de ter sido impugnado pela Câmara dos Representantes.
Na verdade disse Schneider a unidade foi a promessa feita por Obama que mais obviamente não foi cumprida pelo presidente

Para Schneider a razão da derrota de Romney deve-se contudo ao facto  do candidato Republicano nunca ter conseguido a confiança da maioria do eleitorado, sendo considerado por muitos como um oportunista que mudava a sua posição de acordo com as necessidades.

Outros analistas consideram ainda que Romney nunca conseguiu desligar-se da imagem de ser um milionário desfazado das realidades mundanas do dia a dia, imagem essa acentuada em anúncios eleitorais do Partido Democrático.

Schneider fez notar poe exemplo que o estado da economia era “um grande peso para Obama”. Sessenta por cento do eleitorado disse estar preocupado coma situação económica mas esses 60 %não votam por Romney. Do número total de pessoas que consideravam a economia como a questão número um em jogo apenas 51 por cento votaram por Romney, disse Schneider.

Para este analista não foi contudo a questão económica que resolveu as eleições foi a demografia.

A demografia do pais está a mudar e nas palavras do analista o Partido Republicano tornou-se no partido dos homens brancos mais velhos.

Mulheres solteiras e principalmente  mulheres solteiras que trabalham votaram por esmagadora maioria a favor de Obama.

Em festa. Partidário de Obama celebram nas ruas após vitória eleitoralEm festa. Partidário de Obama celebram nas ruas após vitória eleitoral
x
Em festa. Partidário de Obama celebram nas ruas após vitória eleitoral
Em festa. Partidário de Obama celebram nas ruas após vitória eleitoral
Para além disso as minorias raciais votaram por esmagadora maioria a favor de Obama

As minorias raciais que incluem obviamente os Africano Americanos mas também os Latinos e Asiáticos votaram por Obama por esmagadora maioria, mais de 70 por cento, mais do que há quatro anos atrás,” disse Schneider

Para Bill Schneider outra razão da derrota de Romney foi o próprio Partido Republicano.

Para este analista a ala mais de direita do partido republicano, o chamado “Tea Party foi um entrave para Mitt Romney. Mas Schneider diz que o Partido Republicano tem que ter uma política pública de maior agrado para as minorias raciais do pais, principalmente o eleitorado latino ou hispânico.

O analistas fez notar que “muitos dos Latinos concordam com os Republicanos em questões sociais, na religião, nas questões económicas, no papel do governo,  mas não gostam de ser insultados e serem tratados como um bando de criminosos, o que é como muitos republicanos vêm os imigrantes latinos considerando-os de serem ou darem abrigo a imigrantes ilegais e violadores da lei”.

Os próximos meses irão sem duvida servir para os Republicanos e também sem duvida os Democratas tirarem lições do que significam os resultados eleitorais e preparar as próximas eleições. Para o Congresso essas eleições são já dentro de dois anos.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Manchetes Americanas 30 Outubro 2014i
X
30.10.2014 21:02
As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 22 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Ébola e os órfãos da Serra Leoa

Centenas de crianças ficaram órfãos na Serra Leoa devido ao surto do vírus do Ébola, são vítimas do estigma e da rejeição. Os familiares não querem saber deles. A Serra Leoa abriu o primeiro orfanato de vítimas do Ébola no distrito de Kailahun.
Mais Vídeos