sábado, 01 novembro, 2014. 06:43 UTC

Notícias / Estados Unidos

Administração Obama enfrenta desafios urgentes da segurança em África

Os Estados Unidos são um dos maiores apoios financeiros da força de pacificação da União Africana na Somália

Obama presta juramento
Obama presta juramento
Redacção VOA
Quando o presidente dos Estados Unidos Barack Obama inicia o segundo mandato, a sua administração enfrenta desafios urgentes da segurança em África.

No topo da lista encontra-se o conflito no Mali, o que os analistas consideram que pode levar os Estados Unidos a repensar a estratégia de contra terrorismo em África.

Embora aparelhos não tripulados e de recolha de informações sobrevoem os céus de zonas de conflito em África, o presidente dos Estados Unidos tem-se envolvido pouco nas questões Africanas.

Durante o seu primeiro mandato, Obama efectuou uma única viagem a África – uma escala no Gana, que durou menos de 24 horas.

Mas a rebelião no Mali, alimentada pelo ramo da al-Qaida no Norte de África, pode colocar o desafio da segurança em África para um plano de maior destaque na agenda do segundo mandato de Obama.


Paul-Simon Handy é o responsável pela divisão de prevenção de conflitos e análise de riscos no Instituto para os Estudos de Segurança na África do Sul.

“Penso que a administração Obama irá centrar as atenções naquela região do continente como constituindo um desafio global, não apenas na construção dos Estados, como um desafio do terrorismo mundial”.

Para fazer face à crise no Mali, os Estados Unidos vão enviar uma centena de pessoal militar para treino nos países da África Ocidental, que contribuem com tropas para a força militar regional que vai ser enviada para apoio do exército nacional maliano.

Embora a estratégia de contribuir para a capacidade dos militares africanos em vez de enviar tropas norte-americanas seja típico da resposta da administração Obama aos conflitos em África, nem sempre tem resultado.

No Mali, os Estados Unidos despenderam milhões de dólares durante a última década no treino de forças anti terrorismo, mas nem assim evitou a ocupação da parte norte daquela nação por militantes islâmicos.

Handy considera que para evitar erros passados, os Estados Unidos devem por mais esforço no envolvimento diplomático e no trabalho com os estados Africanos para a construção de instituições governamentais sólidas.

“Centrar as atenções no sector militar tem conduzido, em certa medida, ao retrocesso dos ganhos democráticos em algumas regiões como na África Ocidental”.

Entretanto, autoridades norte-americanas têm sido encorajadas pelo progresso político e de segurança feito na Somália nos últimos quatro anos, o que pode constituir uma pista como Washington pode lidar com África nos próximos anos.

Os Estados Unidos são um dos maiores apoios financeiros da força de pacificação da União Africana na Somália, enquanto Washington tem-se envolvido com políticos somalis no decurso do longo processo político.

Numa intervenção produzida a semana passada, o secretário de Estado adjunto Johnnie Carson afirmou que a estratégia da administração na Somália pode servir como possível modelo para a resolução de outros conflitos no continente africano.
O forúm foi encerrado
Comentários
     
Năo existem comentários. Seja o primeiro

Siga-nos

Rádio

AudioAngola Fala Só: Ao Vivo I Mp3

Sexta 16:30 - 17:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Seg-Sexta 17:00 - 18:30 UTC
 

AudioEmissão Vespertina: Ao Vivo I Mp3

Sáb-Dom 17:00 - 18:00 UTC

Os Nossos Vídeos

Your JavaScript is turned off or you have an old version of Adobe's Flash Player. Get the latest Flash player.
Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambiquei
X
31.10.2014 18:08
Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Levando a vida no cemitério: Reportagem sobre pobreza persistente em Moçambique

Com as suas ricas reservas de gás natural por explorar, Moçambique poderá tornar-se num dos maiores abastecedores de energia – facto central nas recentes eleições nacionais. Mas nem todos usufruem das riquezas acumuladas. Há uma pobreza persistente, veja como alguns residentes de Maputo sobrevivem
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 31 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Americanas 30 Outubro 2014

As principais notícias que marcam a última semana do mês de Outubro, nos Estados Unidos
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 30 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 29 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 28 Outubro 2014

As noticias de Africa em video
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 24 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Levados pelo Boko Haram

O mundo espera para ver se a Nigéria consegue negociar a libertação das 219 raparigas da escola de Chibok, raptadas pelo grupo islâmico Boko Haram em Abril. Activistas dizem que o Boko Haram já raptou centenas de jovens rapazes, mulheres e crianças, desde 2009.
Vídeo

Vídeo Manchetes Africanas 23 Outubro 2014

As noticias de Africa em imagens
Vídeo

Vídeo Mãe Trabalhadora - trailler do filme

O filme explora a dupla responsabilidade das mulheres moçambicanas, como mães e trabalhadoras. Gentilmente cedido pelo Organização Internacional do Trabalho
Mais Vídeos