Links de Acesso

Zimbabueano queria caçar elefantes com minas antipessoais


Zimbabueano queria caçar elefantes com minas antipessoais

Zimbabueano queria caçar elefantes com minas antipessoais

Xavier Tocoli , comandante da polícia na Província de Tete, diz que se ignoram, para já, onde terão obtido tão grande quantidade de minas antipessoais.

Um indivíduo de nacionalidade zimbabueana foi detido pela Polícia da República de Moçambique na posse ilegal de 32 minas antipessoais que seriam usadas na caça furtiva de elefantes na província central de Tete.

Em conexão com o caso está também detido no Comando Distrital da Polícia de Mágoè, em Tete, um outro indivíduo de nacionalidade moçambicana.

Xavier Tocoli, o comandante da polícia na Província de Tete, afirma que os detidos são civis, ignorando-se, para já, onde terão obtido tão grande quantidade de minas antipessoais.

Entretanto, a reserva de caça Marromeu, distrito do mesmo nome, na província central de Sofala, em Moçambique tem vindo a registar um crescimento de caçadores furtivos idos de diversos pontos do país, na sua maioria da região centro e de países vizinhos, perigando a fauna bravia sobretudo a população de búfalos.

Dos 12 casos reportados de Janeiro a Novembro último, o mais recente e tido como preocupante é o da apreensão de 16 indivíduos entre eles alguns zimbabueanos, surpreendidos no interior daquela reserva em flagrante delito. Na altura, já tinham abatido um búfalo.

XS
SM
MD
LG