Links de Acesso

Zé Pereira clica pela natureza

  • Amâncio Miguel

Pôr-do-sol. Cabo Verde

Pôr-do-sol. Cabo Verde

Fotográfo cabo-verdiano gostaria de trabalhar com outros profissionais dos países africanos de língua portuguesa..

“Gosto de fotografar aquilo que me atrai, mas gosto mais da natureza,” confessa Zé Pereira, fotográfo cabo-verdiano.

A preferência tem uma lógica: Usar a beleza da natureza para sensibilizar as pessoas a não destruírem a biodiversidade.

Não menos importante, a beleza que as suas lentes captam expõe Cabo Verde ao mundo.

A cultura e tradição de Cabo Verde são também marcas constantes nas obras deste fotógrafo, que se considera “abrangente” e sempre aberto a novas abordagens.

Zé Pereira:“Não é fácil viver da fotografia, num mercado pequeno, com muitos fotógrafos de boa qualidade”.

Zé Pereira:“Não é fácil viver da fotografia, num mercado pequeno, com muitos fotógrafos de boa qualidade”.

Nascido em 1964 em Mindelo, Ilha de São Vicente, Pereira cedo descobriu-se apaixonado pela fotografia, mas decidiu, nos últimos seis anos, dedicar mais tempo para captar outra paixão: A natureza.

“A combinação entre essas duas coisas é algo indescritível,” afirma.

E, em pouco tempo, o investimento resulta.

Além de ter conquistado o Concurso Nacional de Fotografia "Paisagem, Fauna e Flora de Cabo Verde”, promovido pela Direcção-Geral de Ambiente, Pereira viu as suas obras expostas em cinco ocasiões no Mindelo e cidade da Praia.

As suas fotos foram publicadas em inúmeras publicações nacionais e internacionais.

Menino brincando no mar. Cabo Verde

Menino brincando no mar. Cabo Verde

​Mas fazer carreira nesta área é um desafio e requer disciplina.

Pereira afirma que “não é fácil viver da fotografia, num mercado pequeno, com muitos fotógrafos de boa qualidade”.

É preciso gerir bem o que se ganha, adverte.

Um dos seus últimos projectos é a exposição “Também somos histórias”, que versa o quotidiano de Cabo Verde.

O tema conquistou o interesse da diáspora cabo-verdiana em Paris, que criou condições para exibir em, pelo menos, dois lugares, este ano.

Apesar desta presença na Europa, Pereira gostaria de expor em mais lugares de Cabo Verde e da África lusófona.

“Seria interessante fazer exposições e desenvolver projectos com fotógrafos angolanos, moçambicanos, guineenses…porque temos muito em comum,” sonha.

Acompanhe a entrevista:

Zé Pereira assina ZP Art & Nature Photography e tem uma página onde coloca muita das suas fotos: https://www.facebook.com/ZP-Art-Nature-Photography-669051026468107/?ref=hl

XS
SM
MD
LG