Links de Acesso

Washington cria linha de crédito para imigrantes investirem em África


Mercado na Cidade da Praia (Cabo Verde)

Mercado na Cidade da Praia (Cabo Verde)

Emigrantes da África Subsariana nos Estados Unidos que pretendam investir nos seus países de origem podem fazê-lo através de um programa do Governo americano.

É o African Diaspora Marketplace, gerido pela Agência dos Estados Unidos para a Ajuda Internacional para o Desenvolvimento (USAID), que prepara já a edição de 2014.


A ideia é promover um regresso às raízes dos emigrantes radicados nos Estados Unidos através de projectos desenvolvidos por médias e pequenas empresas criadas ou a serem criadas nos países africanos. Como diz a embaixadora de Cabo Verde em Washington, também americanos com experiência em África podem participar do programa.

Lançado em 2009 pela antiga secretária de Estado Hillary Clinton, o programa tem-se mostrado muito competitivo.

No ano passado, houve 750 projectos concorrentes, mas apenas foram retidos 14 para serem implementados.

Quanto às áreas de interesse, Fátima Veiga esclarece que dependem de cada país onde os projectos serão implementados. Na anterior edição privilegiaram-se as áreas da agro-negócios, energias renováveis e tecnologias de informação.

Em 2014, o júri vai seleccionar entre os projectos apresentados aqueles que se coadunam com o desenvolvimento de cada país.

O African Diaspora Marketplace, ou Mercado da Diáspora Africana, é gerido pela USAID em parceria com a Western Union e nele podem participar bancos, fundações e organizações não-governamentais.
XS
SM
MD
LG