Links de Acesso

Walter Tondela abandona sala do tribunal em protesto

  • Coque Mukuta
  • Redacção VOA

Walter Tondela

Walter Tondela

Juiz disse ao advogado que ele só pode cumprimentar o seu constituinte com autorização.

O sétimo dia do julgamento de 17 activistas em Luanda foi marcado pelo abandono da sala do advogado Walter Tondela, defensor de Nuno Álvaro Dala.

O juiz Januário Domingos José e Walter Tondela desentenderam-se quando o causídico cumprimentou o seu constituinte.

O juiz disse ao advogado que ele só podia cumprimentar o réu se fosse autorizado a fazê-lo, facto que levou Walter Tondela a abandonar a sala em protesto.

Durante a manhã, a audiência foi dominada pela leitura da acta do interrogatório do professor e escritor Domingos da Cruz.

Nuno Álvaro Dala foi o quarto réu a ser ouvido e foram-lhe feitas as mesmas perguntas que aos anteriores activistas, tais como quem é o líder do grupo, se pretendiam invadir a Presidência da República e se contam com o apoio do estrangeiro.

O réu usou o direito de ficar calado e não respondeu às perguntas.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG