Links de Acesso

Violentas manifestações em Ferguson após veredicto do caso Michael Brown


Um manifestante queima uma bandeira dos Estados Unidos durante os protestos em Ferguson Nov. 24, 2014.

Um manifestante queima uma bandeira dos Estados Unidos durante os protestos em Ferguson Nov. 24, 2014.

Manifestantes queimaram edifícios, saquearam lojas e atiraram contra a polícia na cidade de Ferguson, Estado de Missouri, nos EUA, após a decisão do jurado de que o policia que matou um jovem negro desarmado em Agosto não será acusado. Darren Wilson, de 28 anos, matou no dia 9 de Agosto o jovem Michael Brown, de 18, com seis tiros, quando a vítima estava desarmada e em plena luz do dia numa rua de Ferguson.

O caso reavivou as tensões raciais e provocou manifestações que muitas vezes terminaram em distúrbios. Doze edifícios foram incendiados e pelo menos 150 tiros foram disparados contra os agentes, afirmou o chefe de polícia do condado de St. Louis, John Belmar.

Um carro da polícia é rodeado por manifestantes em Ferguson

Um carro da polícia é rodeado por manifestantes em Ferguson

A polícia não respondeu aos tiros e 29 manifestantes foram detidos, sem registo de vítimas. O governador de Missouri, Jay Nixon, convocou a Guarda Nacional para restaurar a ordem.

Os manifestantes não atenderam o apelo por calma do presidente americano Barack Obama e da família de Michael Brown. Ao se pronunciar depois da decisão, Obama destacou que todos os protestos deveriam ocorrer de "maneira pacífica" e que a polícia deveria actuar com moderação.

XS
SM
MD
LG