Links de Acesso

Vice-presidente da Venezuela classifica de "agressão imperialista" acusação dos EUA

  • Redacção VOA

Tareck El Aissami refuta acusação de tráfico de drogas

Tareck El Aissami colocado na lista de traficantes de droga dos Estados Unidos

O vice-presidente da Venezuela, Tareck El Aissami, classificou a sua inclusão na lista dos Estados Unidos de traficantes de drogas de "agressão imperialista" nesta terça-feira, 14.

"Não seremos distraídos por estas provocações miseráveis", disse El Aissami numa série de publicações no Twitter.

"A verdade é invencível, e veremos esta agressão vil dissipada", concluiu o vice-presidente.

Na segunda-feira,13, o Departamento do Tesouro dos Estados Unidos colocou Tareck El Aissami e Samark López, que identificou como sendo seu associado, na lista de traficantes de drogas e acusou-os de envolvimento numa rede internacional que envia drogas por ar e mar, e de ter ligações com gangues no México e Colômbia.

A designação na lista permite que o Departamento do Tesouro congele quaisquer activos de indivíduos nos Estados Unidos e impede a pessoa de realizar transações financeiras que atravessam o país.

López também disse que sua inclusão na lista parece ter motivação política.

"O senhor López não é uma autoridade do Governo e não se envolveu com o tráfico de drogas", disse ele em comunicado no seu site, no qual se descreve como um "empresário legítimo".

O Governo venezuelano costuma classificar as acusações de Washington e da oposição sobre tráfico de drogas, corrupção e abusos de direitos humanos como falso pretexto para justificar a interferência no país e uma tentativa de derrubá-lo.

XS
SM
MD
LG