Links de Acesso

Velejador angolano morreu em acidente durante regata "Cape to Rio"


Embarcacao Vela Bille Angola Cables

Embarcacao Vela Bille Angola Cables

Segundo comunicado enviado à agência Lusa, o acidente ocorreu na noite do passado dia 04 e envolveu o veleiro Bille, pertencente ao Team Angola, que "sofreu um grave acidente no decorrer da regata Cape to Rio 2014".

"De acordo com a informação disponibilizada pela organização sul-africana da Regata Cape to Rio, o mastro do Bille ter-se-á partido, estando este imobilizado a cerca de 100 milhas náuticas da Cidade do Cabo. Uma fragata da Marinha Sul-Africana já foi enviada pelas autoridades para o local para prestar auxílio à tripulação", informa o comunicado.

Estão confirmados três feridos ligeiros e a vítima mortal foi identificada como sendo António Bartolomeu, um dos sete tripulantes do Bille e técnico da Rádio Nacional de Angola.

A regata que liga a Cidade do Cabo ao Rio de Janeiro começou a disputar-se há 43 anos e a 14.ª edição partiu para o mar no dia 04 de janeiro.

Angola participava com duas embarcações, a Bille e a Mussulo III, da classe Bavaria 55, de 16 metros de comprimento, patrocinadas pela Angola Cables, em que o objetivo é promover o seu novo cabo de telecomunicações "SACs", que irá ligar Angola ao Brasil.

A prova, denominada "Cape to Rio 2014", é uma competição de barcos à vela e é considerada a mais longa regata oceânica do hemisfério sul.

A chegada ao Rio de Janeiro está prevista cerca de um mês depois da partida.

Para esta 14.ª edição estão inscritas 29 embarcações, em representação de nove países: África do Sul (19), Angola e Austrália (duas cada) e Itália, Croácia, Reino Unido, Índia, França e Brasil (uma cada).

A Angola Cables, operadora angolana de telecomunicações vocacionada para a gestão e comercialização de cabos submarinos de fibra ótica, foi constituída em 2009.
XS
SM
MD
LG