Links de Acesso

Vaticano: Papa pede perdão por escândalos sexuais da Igreja Católica


Papa Francisco, Praça de São Pedro, 14 de Outubro

Papa Francisco, Praça de São Pedro, 14 de Outubro

O papa Francisco pediu perdão, hoje, por escândalos que abalaram o Vaticano e Roma, numa aparente referência a dois casos de sacerdotes e homossexualidade revelados este mês durante uma grande reunião de bispos, escreve a Reuters.

"Hoje ... em nome da Igreja, peço-lhes perdão pelos escândalos que ocorreram recentemente, quer em Roma ou no Vaticano", disse Francisco numa declaração de improviso durante a sua audiência geral semanal na Praça de São Pedro.

"Peço-lhes perdão", disse ele perante dezenas de milhares de pessoas, que irromperam em aplausos.

O papa, em seguida, leu o pronunciamento que havia preparado e não entrou em detalhes.

Nas últimas duas semanas houve dois escândalos envolvendo o Vaticano e a Igreja em Roma.

No dia 3 de outubro, o monsenhor polaco Krzysztof Charamansa, que trabalhava no escritório doutrinal do Vaticano desde 2003, deu uma entrevista colectiva na qual revelou ser gay e que vivia há anos com outro homem.

O Vaticano demitiu Charamsa do emprego e docência em universidades católicas em Roma.

O papa também parecia estar se referindo a um escândalo exposto na imprensa italiana, na semana passada, sobre uma ordem de sacerdotes que administra uma paróquia num bairro influente de Roma.

XS
SM
MD
LG