Links de Acesso

História de amor legalizou casamentos inter-raciais na América


Richard Loving e Mildred Jeter conheceram-se quando Mildred tinha 11 anos e Richard 17

Richard Loving e Mildred Jeter conheceram-se quando Mildred tinha 11 anos e Richard 17

Só em 1967 que os casamentos mistos foram legalizados pelo Supremo Tribunal dos EUA

Quando o pai do presidente Barack Obama se casou com a sua mãe,em 1961,os casamentos inter-raciais ainda eram proibidos em 22 dos 50 Estados americanos. A questão da separação racial, por assim dizer o “apartheid” americano, existiu consagrado na lei desde 1886 e só terminou em 1964, com a aprovação da Lei dos Direitos Cívicos. Ainda assim, foi só em 1967 que os casamentos mistos foram legalizados pelo Supremo Tribunal dos EUA. O caso que levou a esta tomada de decisão pela mais alta instância judicial americana foi apresentado por um casal bi-racial: Richard e Mildred Loving.
A sua história é agora motivo de um documentário intitulado “The Loving Story”, recentemente apresentado em antestreia no Festival de Cinema de Tribeca, em Nova Iorque, devendo ser estreado no canal de filmes HBO, em Fevereiro de 2012.
Richard Loving e Mildred Jeter conheceram-se quando Mildred tinha 11 anos e Richard 17. Ele era branco e ela tinha sangue africano e índio. Cresceram na mesma pequena cidade sulista da Virgínia, Center Point, onde brancos e negros já há muito se tinham misturado informalmente, apesar da segregação racial vigente. Brancos e gente de cor frequentavam escolas diferentes e não podiam partilhar os mesmos restaurantes.
Em 1958, quando Mildred tinha 18 anos ficou grávida e, porque a lei do Estado da Virgínia proibia os casamentos inter-raciais, ela e Richard casaram-se na vizinha cidade de Washington.Seis meses mais tarde,a polícia forçou a porta da sua pequena casa em Center Point, no meio da noite, para lhes dar voz de prisão.
Os Loving foram metidos na cadeia e acusados de terem violado a Lei de Anti-misegenização em vigor no Estado da Virgínia e foram condenados a uma pena que os impedia de viver naquele Estado durante 25 anos.
Richard e Mildred Loving foram forçados a mudar-se para a capital americana, onde tiveram três filhos.Em 1963, Mildred escreveu ao então Procurador-geral da Justiça, Robert Kennedy, apelando para a sua ajuda. Robert Kennedy, o irmão do então presidente John Kennedy, pô-la em contacto com a União das Liberdades Cívicas da América, que apelou o seu caso junto do Supremo Tribunal.
Em 12 de Junho de 1967, aquele tribunal aprovou o apelo do casal Loving e anulou as leis anti-micegenização em todos 16 Estados americanos onde ainda se encontravam em vigor. O casal pode, finalmente, regressar à sua casa na Virgínia, onde viveram os resto das suas vidas. Richard morreu em 1975, quando um condutor embriagado embateu contra o seu carro. Mildred faleceu em 2008.
Hoje em dia, 15 por cento de todos os novos casamentos nos EUA são inter-raciais.

XS
SM
MD
LG