Links de Acesso

Rússia nega envolvimento no caso "Snowden"


Edward Snowden

Edward Snowden

O ministro russo dos negócios estrangeiros,Sergei Lavrov, atacou verbalmente os Estados Unidos e disse que o Kremlin não teve qualquer papel na questão do antigo empregado da Agência de Segurança Nacional americana, Edward Snowden.

O ministro Lavrov disse que Moscovo não conspira no sentido de ajudar o antigo empregado da agência de segurança nacional dos Estados Unidos, Edward Snowden, a fugir à justiça nos Estados Unidos.

Lavrov diz que Snowden escolheu por sua livre vontade a sua rota e que a Rússia tomou conhecimento dessa rota através da imprensa.

Lavrov acrescentou que Snowden não atravessou a fronteira para a Rússia e que o Kremlin pensa que as tentativas dos Estados Unidos para fazer parecer que a Rússia está a violar a lei americana são infundados e inaceitáveis.

Os comentários de Lavrov constituem a primeira reacção oficial do Kremlin desde que Snowden fugiu alegadamente de Hong Kong para um aeroporto de Moscovo, no domingo passado. Os repórteres não viram Snowden, mas acredita-se que ele esteja na zona de trânsito do aeroporto.

Washington diz que Snowden se encontra na Rússia e tem pressionado Moscovo a expulsá-lo e devolvê-lo aos Estados Unidos para que possa ser julgado sob acusações de espionagem.

Lavrov diz que a Rússia não está a violar quaisquer leis.
O responsável pela diplomacia russa diz que não há base legal para o comportamento e as afirmações de Washington.

A tensão entre os Estados Unidos e a Rússia aumentou nas últimas semanas. Ambos os países discordam em várias questões importantes incluindo defesa de mísseis, Síria, adopção de crianças e agora Snowden.

O secretário de estado norte-americano, John Kerry, disse que os Estados Unidos não estão a procurar um confronto com a Rússia e apelou “à calma e ao comedimento” no caso de Snowden.
XS
SM
MD
LG