Links de Acesso

Assassínio em massa em Newtown levanta novamente questões sobre a posse de armas

  • Peter Fedynsky

Vigilia dos residentes de Newtown no Connecticut em homenagem das vítimas do assassínio em massa da Sexta-feira 14 de Dezembro

Vigilia dos residentes de Newtown no Connecticut em homenagem das vítimas do assassínio em massa da Sexta-feira 14 de Dezembro

Defendida pela segunda emenda constitucional a posse de armas nos Estados Unidos é uma questão que divide os americanos, mas que une todos em tempo de violência extrema

O assassínio em massa da Sexta-feira passada voltou a alimentar as discussões sobre o controlo de armas. Enquanto os detentores de armas se beneficiam da protecção legal instituída como uma necessidade de segurança e de liberdade de estado, milhares de americanos morrem diariamente por causa da violência de armas.

Para as autoridades americanas as armas usadas no assassínio de Newtown eram legais e registadas em nome de Nancy Lanza, a mãe do jovem autor do crime, Adam Lanza. Ela foi a primeira das 27 vítimas do assassínio, incluindo o seu filho.

Dan Snyder um estudante do liceu de Newtown disse que até o acontecimento da Sexta-feira passada, ele era um acérrimo opositor ao controlo de armas.

“Eu ainda não sou a favor do controlo total de armas. Apenas penso que não devia ser tão fácil. Nesta situação, se alguém tivesse uma arma, ela teria sido benéfica.”

Os únicos americanos proibidos de possuir armas sãos os criminosos julgados em justiça e os incapacitados mentais. Mas mesmo esses, não têm grandes dificuldades em obter armas. Os defensores pelo controlo de armas exigem o reforço das leis já existentes em matéria de controlo. Os seus opositores apelam para o aperto de restrições aos possuidores de armas.

Ainda assim, os assassínios em massa continuam e o presidente Obama na sua reacção de Sexta-feira aos acontecimentos em Newtown, referiu-se a isso mesmo.

“Vamos ter que unir e tomar medidas válidas para prevenir mais tragédias como esta, pondo a política de parte.”

Newtown é a cidade-sede da Fundação Nacional de Atiradores Desportivos, uma organização pro-armas. A organização fez saber que seria inapropriado comentar de momento os acontecimentos, em respeito as famílias, a comunidade e as investigações policiais.

A segunda emenda da Constituição americana garante as pessoas o direito ao porte de armas para proteger a segurança de um estado livre.

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG