Links de Acesso

UNITA adverte para aproveitamento eleitoral da visita do primeiro-ministro português

  • Redacção VOA

António Costa deve visitar Angola brevemente

Porta-voz diz haver "uma espécie de Governo de gestão" em Angola

A UNITA advertiu para a eventual utilização da visita do primeiro-ministro português a Angola pelo MPLA como bandeira eleitoral.

Em declarações à imprensa nesta sexta-feira, 17, em Luanda, o porta-voz do maior partido da oposição defendeu “ponderação” na preparação da visita de António Costa que, de acordo com o ministro dos Negócios Estrangeiros português, poderá ir a Angola “ainda na Primavera”.

Alcides Sakala lembra que Angola está em fase de transição

Alcides Sakala lembra que Angola está em fase de transição

"Nós entendemos que é preciso muita, muita ponderação, porque se de um lado a cooperação entre Estados é necessária, por outro lado Angola está a viver um período de pré-campanha", disse Alcides Sakala, advertindo que a visita não configure “um apoio político ao partido no poder", quando "há uma espécie de Governo de gestão" em Angola.

Sakala lembrou a visita, em 1991, do então primeiro-ministro português Cavaco Silva, “que foi utilizado pelo MPLA, apresentando-o num comício, no Moxico”

O porta-voz da UNITA diz não colocar “em causa as relações entre os dois Estados, obviamente, mas os timings' têm que ser devidamente ponderados”.

No final de uma visita de três dias a Angola, o ministro do Negócios Estrangeiros de Portugal Augusto Santos Silva admitiu que o primeiro-ministro António Costa poderá visitar o país antes das eleições previstas para Agosto.

A minha expectativa é que a visita do primeiro-ministro de Portugal a Angola se realize ainda nesta primavera", revelou Santos Silva, que, em Luanda, reuniu-se com o seu homólogo Georges Chikoti e o Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

A sua Opinião

Mostrar Comentários

XS
SM
MD
LG