Links de Acesso

Samakuva quer saber onde param os 135 mil milhões da Sonangol

  • Manuel José

Líder do partido de oposição Unita, Isaias Samakuva vota nas eleições em 2008

Líder da UNITA acusa Governo angolano de má gestão do direito público.

O lider do maior partido na oposição diz que a Sonangol e o país chegaram ao estágio em que se encontram por má gestão do dinheiro que é de todos nós.

Ao reagir ao pronunciamento recente do Presidente da República no Moxico sobre a situação actual do país, Isaias Samakuva considerou que a economia entrou em bancarrota por causa dos desvios feitos para aliciamentos políticos, uma prática que, para ele, voltará a resgistar-se dentro de dois meses.

Isaias Samakuva questionou o Chefe do Executivo sobre o paradeiro de 135 mil milhões de dólares que o Governo se gabava de ter, como reservas, para momentos menos bons.

''Estamos a perguntar insistentemente, digam-nos onde puseram os 135 bilhões de dólares que daria para mais dois orçamentos, para mais dois anos a vivermos mesmo se não houvesse mais nada? E foram eles que foram dizendo que havia reservas, está aonde esse dinheiro? O resto que dizem é falacia para distrair o povo", acusou Samakuva que diz saber onde terá ido parte deste dinheiro.

''Então a Sonangol vai falir exactamente no momento do boom! Durante 5, 6 anos de boom é que a Sonangol vai falir, como é possivel? Só foi possivel porque os 135 mil milhões de dolares e mais outros fundos foram desviados e oferecidos na compra de lealdades políticas'', continuou o líder da oposição.

O presidente da UNITA diz temer que este cenário de aliciamentos volte a ocorrer e a começar ainda este ano.

Recorde-se que ha duas semanas, o Presidente da República disse no Luena que a economia angolana estava a atravessar um período complicado.

XS
SM
MD
LG